Oeste baiano: Aiba e Abapa lançam Guia sobre Educação Ambiental

A Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) lançaram o Guia sobre a Educação Ambiental. A publicação foi criada para ser utilizada nas ações socioeducativas das entidades, a exemplo das palestras do programa de recuperação de nascentes.

Com ilustrações que reforçam a integração entre o homem e o meio ambiente, a publicação tem o objetivo de ampliar o debate sobre educação ambiental de forma integrada e interdisciplinar nos diferentes meios da sociedade, fundamentado na sustentabilidade e no uso equitativo dos recursos naturais.

Segundo a diretora de Meio Ambiente da Aiba, Alessandra Chaves, que trabalhou na organização do material, o guia traz uma base técnica sólida, mas com uma linguagem simples e acessível, com conteúdo voltado para as noções da Política Nacional de Educação Ambiental e de ações práticas de conservação promovidas pelos agricultores baianos no oeste da Bahia.

“Além das ações de sensibilização da Aiba e Abapa, a publicação poderá ser utilizada como suporte sobre o assunto em sala de aula, palestras e cursos com a comunidade, ou, até mesmo, em comitês ou colegiados mais específicos sobre o meio ambiente”, reforça.

O guia aborda ainda ações práticas que vêm sendo desenvolvidas nas unidades de conservação do oeste da Bahia, a exemplo da Área de Proteção Ambiental (APA) de Uso Sustentável, que abrange os municípios de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães, cuja mobilização para criação do conselho gestor contou com o apoio dos agricultores baianos, por meio da Aiba e Abapa.

Nessas áreas, o Guia de Educação Ambiental demonstrou que vêm sendo empreendidas ações de gerenciamento de resíduos sólidos com a coleta seletiva nas propriedades rurais, projetos de compostagem e hortas nas escolas e de entrega voluntária de pilhas e baterias.

Para o produtor rural e conselheiro da Abapa, Júlio Cézar Busato, um dos idealizadores do projeto de recuperação de nascentes das entidades, a integração entre a produção agrícola e o meio ambiente é fundamental e vem acontecendo, no oeste baiano, de forma sustentável, com o cumprimento da legislação ambiental e a adoção de práticas conservacionistas nas propriedades rurais.

“Temos um trabalho consistente, na última década, de orientação ao setor agrícola por meio do Centro de Apoio à Regularização Ambiental e, hoje, os produtores rurais baianos são considerados aqueles que mais preservam, dentro das suas áreas, a vegetação nativa, segundo mapeamento da Embrapa”, ressalta Busato.

O Guia de Educação Ambiental está disponível para download nos sites da Aiba (www.aiba.org.br) e da Abapa (www.abapa.com.br).

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: