China lidera compras do agronegócio brasileiro em setembro

Foto: Divulgação/APPA

A China se mantém como a maior compradora do agronegócio brasileiro. Em setembro, o país asiático foi responsável por 32,4% do total dos embarques de produtos do setor, que somaram US$ 10,1 bilhões, alta de 21% em relação a agosto de 2020. A soja em grãos e a carne bovina in natura puxaram as exportações agrícolas no mês passado.

Segundo análise da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA, com base nos dados do Ministério da Economia, o superávit mensal (quando as exportações superam as importações) da balança comercial totalizou US$ 8,8 bilhões. No acumulado de janeiro a setembro de 2021, as vendas externas do setor já somam US$ 93,6 bilhões, crescimento de 20,6% freta a igual período do ano passado.

De acordo com a CNA, o principal produto da pauta exportadora do agronegócio brasileiro em setembro foi a soja em grãos, com participação de 24,3% no total dos embarques e valor de US$ 2,5 bilhões, aumento de 57,6% em relação ao mesmo período de 2020.

“A carne bovina in natura vem em seguida, com receita de US$ 1,1 bilhão em setembro/2021, elevação de 85,7% frente a setembro de 2020. Açúcar de cana em bruto, carne de frango in natura e farelo de soja completam o ranking dos cinco produtos mais exportados em setembro”, informa em nota a CNA.

O aumento mais significativo nas exportações em setembro deste ano na comparação com setembro de 2020 foi para o óleo de soja em bruto (+1.013,3%). Destaque também para a carne bovina in natura (+85,7%), soja em grãos (57,6%) e carne de frango in natura (54,1%).

“Em relação aos mercados, 68,2% das exportações brasileiras do agronegócio foram destinadas a dez países em setembro. O principal destino foi a China, seguida da União Europeia. As compras europeias representaram 15% do total exportado pelo Brasil em setembro”, pontua a CNA.

Completam a lista dos 10 maiores importadores do agro brasileiro os Estados Unidos (7% de participação), Japão (2,9%); Coreia do Sul (2,0%); Emirados Árabes Unidos (1,9%); Irã (1,9%); Vietnã (1,8%); Tailândia (1,7%) e Hong Kong (1,6%).

Agro.BR

A CNA também analisa mensalmente os setores prioritários do Projeto Agro.BR, realizado em parceria com a Apex-Brasil para aumentar a oferta de produtos do agro brasileiro no comércio exterior e promover a diversificação da pauta exportadora brasileira.

Chá, mate e especiarias tiveram o maior aumento das exportações em setembro deste ano frente ao mesmo mês do ano passado de 2020 (36,4%). Em seguida vem o setor de pescados, com alta de 33% nas vendas externas. Os embarques de produtos apícolas tiveram expansão de 18,7%, enquanto lácteos e frutas aumentaram as exportações em 7,7% e 3,4%.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: