Investimento em educação pública cai 44,39% no DF em três anos

alunos df 29
Dênio Simões/Agência Brasília

Nos primeiros três anos de gestão do governador Rodrigo Rollemberg, o investimento em educação caiu 44,93%, em comparação o mesmo período da administração anterior. Segundo dados do Sistema Integrado de Gestão Governamental (Siggo), entre 2011 e 2013, as escolas do Distrito Federal receberam R$ 121,5 milhões. Já entre 2015 a 2017 o valor caiu para R$ 67,5 milhões.

A queda de investimento, mostram os dados do Siggo, refere-se às áreas de obras e instalações e equipamentos e materiais permanentes. Hoje, o DF tem 673 escolas públicas, com 28 mil professores em atividade. Em quase todas, os problemas são os mesmos há anos: estruturas antigas, sem reparos, salas de aulas lotadas e falta de segurança, entre outros.

Em Samambaia, uma das regiões administrativas do DF, por exemplo, a Escola Classe 425 ainda é de madeira e, apesar de já funcionar há duas décadas, a promessa de reconstrução nunca saiu do papel, revela reportagem do site Metrópoles.

Outro exemplo da falta de investimentos na rede pública de educação do DF ocorreu no início deste mês: os estudantes do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 5, do Paranoá, região do DF distante 24 quilômetros do centro da capital, assistiram 0aulas com guarda-chuvas porque o teto de uma das salas de aula estava cheio de goteiras.

Dificuldades financeiras

Em nota, a Secretaria de Educação do DF garantiu que cumpre os percentuais de investimento exigidos pela legislação. Além disso, informa o texto, o órgão passou por dificuldades financeiras, mas conseguiu ampliar a oferta de vagas em alguns casos.

“Nesta gestão, foram entregues 24 novos Centros de Educação da Primeira Infância (CEPIs). Também foi realizada a reconstrução do Centro Educacional 7 de Ceilândia; da Escola Classe Verde, no Riacho Fundo; da Escola Classe Guariroba, em Samambaia; e do Centro de Ensino Fundamental Queima Lençol, além da instalação de equipamento de filtragem de ar para reabertura da Escola Classe 1 da Estrutural (Escola do Gás)”, apontou a pasta.

Da redação, com o site Metrópoles

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: