Mais de 1450 espécies de aves correm risco de extinção em todo o mundo

152526700215979451 (4)
Imagem de domínio público/Pixabay

O mundo, hoje, tem quase 11 mil espécies de aves. Porém, boa parte delas, 40%, teve redução de população nos últimos 30 anos. Mais de 1450, inclusive, correm o risco de serem extintas. O avanço da agropecuária seria o principal vilão dos pássaros. Os dados são do relatório “State of the World’s Birds”, divulgado pela ONG Bird Life Internacional.

De acordo as informações, levantadas desde 1988, o avanço da agropecuária ameaça 74% das espécies de aves. Este é o caso, por exemplo, do tico-tico de coroa branca, que vive na Europa e na América do Norte. Segundo a ONG, o animal se alimenta dos grãos das plantações e, com os inseticidas, eles ficam intoxicados e perdem a orientação migratória.

Depois da agropecuária, segundo o levantamento, os responsáveis pela extinção de pássaros é a exploração madeireira (50%), a introdução de espécies invasivas (39%), a caça (35%) e as mudanças climáticas (28%).

A estimativa é que 183 espécies de aves tenham desaparecido nos últimos 500 anos. Desde o final do século 20, três delas, por exemplo, já desapareceram do mapa: a ariranha azul do norte da Bahia e duas espécies nativas do Havaí.

Brasil é o primeiro no ranking

Com a terceira maior diversidade de aves do mundo, mais de 1.800 espécies, o Brasil possui o maior do número de aves ameaçadas de extinção.  São 169 espécies que correm risco de serem extintas, 22 delas em perigo crítico ou que já desapareceram de ambientes naturais, aponta o relatório. A situação mais grave é na Mata Atlântica, especialmente no chamado Centro de Endemismo de Pernambuco, que inclui também os estados de Alagoas e Paraíba.

“Sobraram apenas 2% da Mata Atlântica do Nordeste, onde está o maior número de espécies ameaçadas no país e onde foram registradas as últimas extinções”, afirma o biólogo Pedro Develey, diretor executivo da Save Brasil, que faz parte da BirdLife Internacional.

Da Redação, com informações da Folha de S. Paulo e da ONG “O Eco”

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: