Senar apresenta ações do programa de aprendizagem rural ao TST

senar tst
Foto: Senar/Divulgação

As ações de aprendizagem desenvolvidas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) foram apresentadas durante a Reunião dos Gestores Nacionais do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem do Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília. Durante o evento foi lançada a campanha contra o trabalho infantil 2018 – “Não leve na brincadeira. Trabalho infantil é ilegal” –, que incentiva a reflexão e apoia as denúncias ao Disque 100.

A diretora de Educação e Promoção Social do Senar, Andréa Barbosa, informou que o Senar desenvolve o Programa de Aprendizagem na área rural em 20 estados do Brasil. São 25 cursos, com carga horária aproximada de 800 horas cada um, focando na programação educativa necessária para a área fim das empresas.

“Quando possibilitamos ao jovem aprender determinada ocupação e profissão em um ambiente controlado, de maneira correta e com informações profissionais sólidas, criamos oportunidades de primeiro emprego para o jovem aprendiz”, destacou a diretora, acrescentando que mais de 50% aprendizes são efetivados.

Desde 2011, o Senar formou mais de 11 mil aprendizes para aproximadamente 500 empresas contratantes. Em 2017, foram efetivadas 2.563 matrículas e, neste ano, já são 1.017 matrículas.

Protocolo de intenções

Para ampliar a oferta de ações de aprendizagem no meio rural, o Senar e o Conselho Superior da Justiça do Trabalho celebraram, em abril, um protocolo de intenções com vigência de 48 meses.

A diretora do Senar explicou aos participantes do evento, na quinta-feira (24) que a cooperação prevê a conscientização do empresário rural sobre a importância da Lei de Aprendizagem e a empregabilidade e a qualificação dos jovens rurais.

Também estão previstas ações de aprendizagem na busca da multiplicação do número de jovens rurais atendidos e a realização e prêmio nacional “Aprendizagem – Aprender para Crescer” com o objetivo de reconhecer as melhores práticas na área.

“Além disso, estamos desenvolvendo uma campanha publicitária para conscientizar os empresários sobre a importância da Aprendizagem Rural”, destacou Andréa.

De acordo com a ministra Kátia Magalhães Arruda, coordenadora da Comissão de Erradicação do Trabalho Infantil e de Estimulo à Aprendizagem do TST, a intenção do TST é possibilitar que o protocolo seja desenvolvido para estimular a aprendizagem no campo em todas as regiões dos Tribunais Regionais do Trabalho.

O presidente do TST, ministro Brito Pereira, reconheceu o esforço de todos os responsáveis pelo programa e políticas para a realização do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem. “É nobre o envolvimento de agentes que contribuem na conscientização de empregadores que as crianças precisam aprender”, destacou.

Da redação, com Senar

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: