Fazenda aumenta produtividade na pecuária com auxílio da irrigação

gado irrigacao pivo
Fotos: Ruralpress/Divulgação

O consumo mundial de carne bovina tem crescido nos últimos anos. Com o aumento da população e do poder aquisitivo nos países em desenvolvimento, a tendência é que a demanda seja ainda maior em um futuro próximo. Para atender os novos consumidores, os pecuaristas brasileiros, considerados um dos maiores produtores e exportadores da proteína, precisam se preparar para expandir a produção sem aumentar área.

O primeiro passo é melhorar a taxa de lotação animal por hectare, ainda é baixa no Brasil. A média nacional é inferior a uma Unidade Animal (UA) por hectare, o equivalente a um bovino de 450 kg de peso vivo. Na contramão dessa realidade, algumas propriedades já alcançam números expressivos de produtividade, como, por exemplo, o Grupo @ideal, que implantou um projeto de produção de gado de corte com base no uso intensivo das pastagens no município de Parnaíba, no Piauí. Hoje, a propriedade aloja 10 animais por hectare, em média, otimizando os recursos e aumentando a rentabilidade do pecuarista.

Projeto

O projeto começou em 2011 em uma área de 40 hectares com solo composto de 86% de areia e baixíssima fertilidade natural, o que exigiu correção com calcário e  incorporação de crotalária. O equipamento de irrigação escolhido foi o pivô central Zimmatic, da Lindsay América do Sul. Entre os seus diferenciais está a versatilidade para o manejo dos piquetes e a robustez necessária ao campo. A máquina conta ainda com o sistema FieldNET para gerenciamento remoto da irrigação e melhor controle das lâminas aplicadas em cada piquete.

“A irrigação é um componente importante do sucesso atingido pelo Grupo @ideal, mas isso é fruto de todo um processo de consultoria estruturado, que vai desde a correta escolha da área para implantação do projeto até o manejo adequado do pasto e da irrigação”, diz Bruno Perroni, gerente de tecnologia da Lindsay.

O pivô foi dividido em dois sistemas de pastejo com 12 piquetes de 1,5 hectares cada. Ainda foram colocadas duas áreas de sombra para proporcionar um melhor conforto térmico para os animais. Para os corredores de circulação e manejo dos animais foi reservado espaço de um hectare. Após a definição do equipamento de irrigação, a equipe trabalhou na escolha do melhor capim, considerando fatores como clima, solo, animais, irrigação. Neste caso foi escolhido o capim Mombaça, que estava pronto para receber os animais após 45 dias.

irrigacao pivo 4 7 18

O manejo adequado do rebanho e da forrageira permitiu colocar 400 animais nos 40 hectares, sem precisar usar alimento concentrado. “Neste sistema, houve ganho de peso de 35 kg em 30 dias, o que representou um ganho de peso diário (GPD) de 1,160 kg, algo bem acima da média nacional e que é fundamental no uso intensivo da área e na otimização de custos da pecuária”, assinala Perroni.

Com o projeto em pleno funcionamento, a Agropecuária @ideal tem atingido alta produção animal e produtividades acima de 100@/ha/ano sem uso de alimento concentrado. Segundo Fábio Antônio Cagnin Filho, sócio fundador do Grupo @ideal, esse resultado mostra a viabilidade do investimento na irrigação para pecuária, sempre aliado com um suporte técnico adequado que proporcione um olhar atento a todas as variáveis da atividade.  “Para um projeto deste dar certo é necessário primeiramente procurar uma empresa de consultoria séria que saiba implantar o projeto e gerenciar os fatores econômicos, zootécnicos e agronômicos.”

Agora os esforços da equipe do Grupo @ideal estão concentrados no novo projeto, com foco na produção leiteira em pastagem com a utilização de pivôs de irrigação semelhante ao projeto feito com os bois de corte. “ Como o projeto deu certo e apresenta grandes resultados,  estamos começando o mesmo trabalho com gado leiteiro e temos a certeza que também atingiremos grandes indicies de produtividade”, ressalta Cagnin Filho.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: