Cosméticos halal, uma oportunidade de exportação para países islâmicos

maquiagem 2 8 18
Foto: EBC

O cuidado com a pele e o corpo são necessidades diárias de saúde, qualidade de vida e bem-estar. O Brasil, por concentrar diversos biotipos e vastas riquezas naturais, tem grandes indústrias que, constantemente, atualizam-se e inovam em suas produções despertando o olhar do mercado externo.

Conforme a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), países do Oriente Médio estão se tornando um mercado cada vez mais lucrativo para as indústrias brasileiras de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos.

Entre as categorias de produtos brasileiros que chamam a atenção dos países árabes são as soluções capilares, referência internacional devido à inovação. No entanto, outros produtos de beleza em geral, como maquiagens, cremes hidratantes e perfumes, também têm uma crescente demanda de mercado.

Os produtos e cosméticos Halal seguem regras legais e critérios determinados pela jurisprudência islâmica em todas as suas etapas de produção e industrialização.

A utilização desses produtos representa proteção e segurança à saúde humana, e o Brasil é referência mundial neste setor, exportando para mais de 50 países islâmicos.

Certificadora SIILHALAL

Ao longo de sua atuação, a Certificadora SIILHALAL – Serviço de Inspeção Islâmica, já certificou várias empresas brasileiras de cosméticos e produtos de cuidados pessoais, acompanhando o crescimento e a evolução mundo afora.

Segundo o especialista em mercado Halal e também diretor presidente da Certificadora SIILHalal, Chaiboun Darwiche, o segmento de cosméticos teve um crescimento significativo nos últimos anos.

“Para as empresas brasileiras é importante pensar em estratégias para comercializar cosméticos em outros países. Além de saber com quem vão competir, precisam estar atentos ao funcionamento do mercado externo e as normas, como as sanitárias e religiosas. Quem consegue seguir os padrões com certeza avançará no mercado externo’’, afirma Darwiche.

Além disso, para Chaiboun, outro fator que impulsiona as vendas é que neste setor há um público consumidor muito grande, de diversas classes sociais, idades e uma diversificação de produtos.

De acordo com dados da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, entre 2015 e 2021, o mercado de fármacos crescerá 69,3%.

Da SIILHalal

 

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: