Importação de arroz contaminado do Mercosul preocupa Federarroz

jose carlos pires federarroz
Foto: Divulgação

O Brasil precisa intensificar o controle nas fronteiras dos países do Mercosul para evitar a entrada de arroz contaminado no mercado interno. A observação foi feita nesta sexta-feira (24) pelo representante da Federarroz em Brasília, José Carlos Pires, durante reunião do programa Agro+, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O ministro Blairo Maggi disse que a vigilância nas áreas fronteiriças é uma das prioridades de sua gestão e se mostrou informado com a circulação no país de produtos importados que não sejam saudáveis, o que põe em risco a saúde do consumidor.

A reunião do Agro+ foi coordenada pelo secretário-executivo do Mapa, Eumar Novacki, e contou com a participação de representantes de entidades do agronegócio. José Carlos Pires representou o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Estado do Rio Grande do Sul (Federarroz), Henrique Dornelles,  no encontro.

O controle do trânsito de produtos agropecuários nas fronteiras brasileiras, incluindo as áreas do Mercosul, é feito pelo Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), da Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do Mapa.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: