Portas abertas para a cerveja no Ministério da Agricultura

cerveja-marcelo-camargo-agencia-brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Terceiro maior do mundo, com mais de mil empresas registradas e 14 bilhões de litros consumidos por ano, o setor cervejeiro brasileiro ganhou um novo fórum para debater seus problemas e propor políticas públicas para solucioná-los. É a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Cerveja, criada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Portaria instituindo o novo colegiado consultivo foi assinada nessa quinta-feira 3 pela ministra Tereza Cristina (Agricultura). A câmara temática deverá ser instalada ainda na segunda quinzena de outubro, quando também será realizada sua primeira reunião.

O setor de cerveja representa cerca de 2% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, gera cerca de R$ 25 bilhões em impostos por ano, é responsável por 2,7 milhões de empregos e tem um faturamento da ordem de R$ 100 bilhões.

De acordo com a portaria, o colegiado reunirá todas as entidades representativas do setor produtivo cervejeiro. Até agora, o Mapa tinha duas câmaras no setor de bebidas: a de Viticultura, Vinhos e Derivados e a da Cachaça. Ao todo, são 30 câmaras setoriais e cinco temáticas, abrangendo toda a cadeia produtiva da agropecuária.

câmara, assinalou, terá o papel de promover o debate entre todos os players da indústria da cerveja” – Eduardo Marcusso, geógrafo do Ministério da Agricultura

O objetivo da câmara é que os problemas do setor sejam discutidos em conjunto por todas as entidades dos produtores, incluindo a Associação Brasileira da Cerveja Artesanal (Abracerva). O número de cervejarias artesanais está em rápida expansão no Brasil.

Debate setorial

Também farão parte da câmara a Associação Brasileira de Bebidas (Abrab), a Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CerveBrasil) e o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindicerv).

Segundo o geógrafo Eduardo Marcusso, da Coordenação-Geral de Suporte Econômico do Mapa, a criação do colegiado estava sendo planejada há dois anos. A câmara, assinalou, terá o papel de promover o debate entre todos os players da indústria da cerveja, que reúne algumas das maiores empresas do país e pequenos empreendimentos de produção artesanal.

“Vamos produzir um debate em prol da cadeia como um todo”, disse Marcusso. “Desejamos que a câmara possa gerar importantes produtos para subsidiar ações de melhoria pelo Mapa e pelas entidades interessadas, promovendo ganhos para toda a sociedade.”

Cerveja artesanal

A câmara buscará fomentar a revolução da cerveja artesanal brasileira. Nos Estados Unidos, as cervejarias artesanais movimentam US$ 27 bilhões por ano. No Brasil, não há dados específicos sobre a economia das empresas artesanais, a não ser os do próprio Mapa coletados a partir do registro formal de novas cervejarias.

Os números mostram a importância do setor para o país. Conforme o Mapa, os debates promovidos na câmara deverão contribuir para expandir ainda mais uma cadeia que passa pela revolução das cervejas artesanais.

Da redação, com o Mapa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: