Sem gado pronto para o abate, muitos pecuaristas não se beneficiaram da alta da arroba

boi gordo keke barcellos embrapa
Foto: Keké Barcellos/Embrapa

Do Broadcast

Muitos pecuaristas não conseguiram se beneficiar da atual disparada nos preços da arroba porque não optaram pelo confinamento anteriormente e, por consequência, não têm gado terminado para entregar neste fim de ano, diz o presidente da Associação Nacional de Pecuária Intensiva (Assocon), Maurício Velloso.

No último bimestre, observa, as chuvas vieram com atraso e postergaram a terminação dos animais a pasto para meados de janeiro, quando os preços da carne bovina tendem a arrefecer e afetar a capacidade de pagamento da indústria.

“A maior parte dos pecuaristas está vendo a arroba em patamar elevado, sem ter animais terminados porque não fez a lição de casa. A mensagem que fica deste ano é que as coisas precisam mudar e a tendência é que a aplicação de tecnologias que conferem produtividade sustentável aumente no ano que vem”, avalia Velloso. Para ele, o presidente comenta ainda que é necessário aumentar o foco na gestão de riscos da operação pecuária.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: