Soja: Apesar do recuo das cotações, ritmo de negócios de aumenta

soja roberto zito embrapa 27 01 2020
Foto: Roberto Zito/Embrapa

Os preços da soja caíram no mercado brasileiro nos últimos dias. Segundo pesquisadores do Cepea, a pressão veio da expectativa de safra volumosa na América do Sul, da menor demanda externa, do progresso no acordo comercial entre Estados Unidos e China e da desvalorização do dólar. Ainda assim, a liquidez esteve maior, reflexo do interesse de grande parte dos sojicultores em escoar a soja armazenada e também a que já está sendo colhida.

Esse crescente interesse de venda, por sua vez, está atrelado aos atuais patamares de preços. Mesmo com as recentes quedas, os valores ainda são recordes nominais para este período.

Entre 17 e 24 de janeiro, os Indicadores ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) e CEPEA/ESALQ Paraná cederam 1,6% e 1,9%, respectivamente, fechando a R$ 86,00 e a R$ 82,04/sc de 60 kg na sexta-feira 24. O dólar se desvalorizou 0,6% na semana, a R$ 4,186 na sexta.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: