Preços do boi e da carne atravessam abril em patamares firmes

Foto: Kéke Barcellos/Embrapa

Mesmo diante do cenário incerto por conta da crise gerada pela pandemia de coronavírus, o mercado pecuário nacional atravessou abril registrando preços relativamente firmes. No mês (dados até o dia 29), o Indicador do boi gordo CEPEA/B3 teve média de R$ 199,61, apenas 0,37% inferior à de março/2020, mas quase 20% acima da de abril do ano passado, em termos reais (valores foram deflacionados pelo IGP-DI).

Segundo pesquisadores do Cepea, a sustentação vem da baixa oferta de animais prontos para abate neste período de final de safra.

Do lado da demanda interna, verifica-se certa estabilidade na procura de brasileiros pela carne bovina, especialmente por cortes mais baratos.

Já a demanda internacional pela carne bovina in natura segue aquecida, especialmente por parte da China. O país asiático parece ter superado a pandemia de coronavírus, o que tende a manter firme a procura externa por carnes.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta