Sindilat: Governo do RS fornecerá dados para guiar ações do setor de proteína animal

Foto: Sindilat/Divulgação

O governo do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria da Fazenda e Receita Estadual, repassará dados setoriais estratégicos para guiar as ações da cadeia produtiva da proteína animal. O modelo, que busca uma visão menos fiscalista e mais desenvolvimentista do estado, foi proposto durante reunião virtual nesta segunda-feira 1º.

O encontro online contou com a participação dos secretários do governo estadual, de deputados, do presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo, da superintendente do Ministério da Agricultura no RS, Helena Rugeri, e de lideranças dos setores de produção de carne bovina e suína e de aves e do leite.

A proposta, defendeu o subsecretário da Receita Estadual, Ricardo Neves Pereira, é munir os diferentes setores com informações para guiar estratégias conjuntas. Nesses “painéis de informação” estão indicadores do estado, planilhas de carga tributária e cruzamentos de dados de nota fiscal eletrônica para avaliar aquisições e vendas.  “Nosso objetivo é mostrar potencial e compartilhar informação e inteligência para ajudar o Rio Grande do Sul”, assinalou.

Além da remessa de relatórios, que também incluem informações sobre venda, produção, comercialização entre estados, importações e exportações, o grupo deve manter reuniões mensais nas primeiras segundas-feiras de cada mês. Pereira citou que os relatórios estarão em constante construção, tendo em vista o aperfeiçoamento dos dados prestados, e sugeriu que os setores solicitem as informações de que necessitam para que possam ser incluídas.

Representando o Sindicato da Indústria de Laticínios do RS (Sindilat), o secretário-executivo, Darlan Palharini, ressaltou que a iniciativa traz um ganho consistente para que os diferentes setores possam trabalhar a competitividade. “São números que nos trazem ideia de como está o estado e facilitam muito a discussão de projetos com o objetivo do ganha-ganha, um trabalho que vem sendo feito pelo Sindilat junto à Receita, assim como pelos outros setores”, frisou, lembrando da importância de se reinventar em tempos de pandemia.

“Esse material dará muita transparência, inclusive, para mostrar à sociedade o retorno que traz ao estado concessões como os créditos presumidos”, acrescentou Palharini.

A posição foi reforçada pelo deputado Ernani Polo. “Os dados devem contribuir para que se trilhe um caminho conjunto para que setores da proteína animal continuem produzindo.”

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta