Bovinos de reposição têm valor recorde; preço do boi segue firme

Foto: Gabriel Faria/Embrapa

Os preços do boi gordo seguem firmes, com a arroba cotada a cerca de R$ 220,00 no estado de São Paulo. Apesar disso, pesquisadores do Cepea indicam que o pecuarista terminador tem registrado piora no poder de compra de animais de reposição, tendo em vista que os valores do bezerro e do boi magro subiram com bastante força nos últimos meses.

Segundo levantamento do Cepea, no estado de São Paulo, o bezerro é negociado acima de R$ 2 mil por cabeça desde meados de junho, e o boi magro, de R$ 3 mil por cabeça, ambos recordes reais da série histórica do Cepea (os valores foram deflacionados pelo IGP-DI).

Considerando-se as médias mensais deflacionadas, a arroba do boi gordo no estado de São Paulo registra ligeira desvalorização de 1,42% na parcial deste ano (de dezembro/19 a parcial de julho/20), enquanto os valores do bezerro subiram 27,5%, e os do boi magro, 13,6%.

Nesse cenário, o pecuarista terminador precisa de mais arrobas de boi gordo para a compra de animais de reposição, que representa mais da metade dos custos de produção de pecuaristas. Além disso, a forte valorização do dólar também elevou os preços de importantes insumos pecuários que são importados.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta