Exportações de lácteos crescem 24% de janeiro e setembro e somam US$ 53,1 mi

As exportações de lácteos em setembro somaram US$ 6,3 milhões, crescimento de 14,9% na comparação com setembro/2019. No acumulado de nove meses, as vendas externas foram de US$ 53,1 milhões em valor, alta de 24% ante o mesmo período do ano passado, e de 23,2 mil toneladas (elevação de 25,3%), resultado puxado pelo aumento dos embarques de leite modificado, creme de leite e leite em pó.

Os números foram divulgados nesta sexta-feira 16 pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que compilou os dados da balança comercial do Ministério da Economia.

Leia também:  Exportações do agro somam US$ 77,9 bi de janeiro a setembro; alta de 7,5%

O leite é um dos produtos que fazem parte do Projeto Agro BR, uma parceria da CNA com a Apex Brasil que busca ampliar mercados e estimular as exportações entre pequenos e médios produtos.

Segundo a CNA, houve grande volume de leite em pó embarcado para a Argélia em janeiro, o que impulsionou o incremento de US$ 2,6 milhões nas vendas externas do produto no período acumulado até setembro. O montante total comercializado para o país africano até agora (US$ 3,5 milhões) representou cerca de 90% de todo o leite em pó exportado pelo Brasil em 2020.

Além do leite e derivados, o Projeto Agro BR também analisou os dados das exportações de chá, mate e especiarias, frutas, pescados e produtos apícolas no mês passado e no acumulado de janeiro a setembro.

Acesse aqui a íntegra da balança comercial

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta