Apesar da demanda enfraquecida, chuva reduz oferta de alface e eleva cotações

Foto: Elio Rizzo/AGROemDIA

O volume de chuvas esteve maior no interior paulista em novembro, determinando os rumos da cultura de alface durante o mês e também na safra de verão, com início da colheita previsto para dezembro. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, no curto prazo, as precipitações mais frequentes reduziram a oferta, já que a qualidade dos pés foi comprometida pela ocorrência de doenças (principalmente a “mela”) em algumas lavouras, além do estresse repentino às plantas com o ciclo mais avançado, que estavam “acostumadas” ao desenvolvimento durante a estiagem.

Com parte do volume comprometida, o mês de novembro foi marcado por leve alta nos preços das alfaces, apesar da procura ainda enfraquecida – durante as eleições municipais, por exemplo, as compras foram menores, devido ao cancelamento de algumas feiras. Em Mogi das Cruzes (SP), o preço médio da variedade crespa foi 8,48% maior que o de outubro, fechando a R$ 15,17/cx com 20 unidades na parcial do mês (até o dia 27). Em Ibiúna, a mesma variedade teve média de R$ 10,61/cx com 20 unidades, alta de 2,8% na mesma comparação.

 Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: