Projeto brasileiro de produção de água concorre em concurso internacional. Vote

O projeto Produtor de Água do Ribeirão Pipiripau, um dos afluentes do Rio Paranaíba no Distrito Federal, é o representante do Brasil num importante concurso internacional: o Water ChangeMaker Awards. Promovido pela Global Water Partnership (GWP), organização respeitada internacionalmente com mais de 30 anos de história e com sede na Suécia, o prêmio reconhece iniciativas mundiais que promovem mudanças socioambientais por meio de questões relacionadas à água.

Para votar, acesse o link a seguir e clique no ícone (coração) abaixo do nome do projeto (Water Producer Project in the Pipiripau watershed: building resilience in a water-conflict area in Brazil): https://gwp.org/vote

O concurso recebeu 350 inscrições de 80 países e já passou por três estágios de julgamento. O projeto Produtor de Água do Pipiripau é um dos 12 finalistas e o escolhido será decidido por meio de votação popular que está em andamento e se encerra nesta segunda-feira 25. O vencedor será anunciado nesse mesmo dia durante a Cúpula de Adaptação do Clima 2021, evento que ocorrera em formato on-line.

Nesta fase final, o projeto concorre com ações realizadas em Bangladesh, Bolívia, Butão, Canadá, Egito, Equador, Filipinas, Honduras, México e Quênia. O regulamento do concurso permite que a mesma pessoa vote novamente a cada 24 horas. O projeto do Pipiripau até o momento é o segundo mais votado.

“Esse prêmio traz visibilidade para um projeto importante não só para o DF, mas também para o Brasil. Entre os benefícios já gerados estão o reflorestamento de áreas degradadas, o cerceamento de nascentes e áreas de preservação permanente, adequação de estradas rurais, conservação do solo e controle de erosão e a melhoria da infiltração da água e da sua quantidade e qualidade em nascentes e cursos d´água”, diz o diretor da Adasa e pesquisador da Embrapa, Jorge Werneck.

“Esse trabalho é um sucesso e tem mudado a realidade dos produtores rurais da região. É tido como exemplo para embasar as políticas nacionais de pagamentos por serviços ambientais. Não é à toa que é um dos finalistas desse concurso”, ressalta a pesquisadora da Embrapa Fabiana Aquino.

O projeto produtor de água na bacia do ribeirão Pipiripau foi iniciado em 2010 e é coordenado pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa). Os trabalhos contam com a participação de 17 organizações, entre instituições públicas e privadas, sendo uma delas a Embrapa.

O objetivo é minimizar os conflitos de água na bacia do Pipiripau por meio de boa governança, gestão integrada de recursos hídricos e implementação de boas práticas de gestão e conservação do solo e da água. A bacia do ribeirão Pipiripau ocupa uma área de 23.527 hectares a nordeste do DF na divisa com o município de Formosa (GO).

Iniciativa promovida pelo Programa Produtor de Águas criado pela Agência Nacional de Águas (ANA) em 2001, o projeto objetiva promover e apoiar ações de revitalização ambiental de bacias hidrográficas em todo o Brasil. Os trabalhos apoiados são executados por meio da participação voluntária de instituições e colaboradores que atuam em suas próprias regiões para recuperar mananciais nas áreas rurais.

Para atingir seus objetivos, os projetos associam a execução de práticas de reflorestamento, conservação de solo e saneamento rural com a política de pagamentos por serviços ambientais (PSA). O PSA é financiado por instituições e comunidades usuárias de água que remuneram os produtores rurais pelos serviços ambientais hídricos prestados.

Votação e mais informações:

Acesse o site gwp.org/vote e clique no coração abaixo da descrição do projeto.

Conheça mais sobre o projeto em http://www.produtordeaguapipiripau.df.gov.br

Acesse aqui o livro “A experiência do Projeto Produtor de Água na Bacia Hidrográfica do Ribeirão Pipiripau”

Da Embrapa Cerrados

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: