Mandioca: Média nominal é a menor desde setembro de 2020

Foto: Everaldo Nascimento/Embrapa

O interesse pela colheita e comercialização de mandioca segue elevado em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea, o que está relacionado à necessidade de liberar áreas para outras atividades agropecuárias ao fim do prazo de entrega de áreas arrendadas ou mesmo para que produtores se capitalizem para compromissos de financiamento, e não necessariamente à atratividade vinda da receita da mandioca.

Assim, nos últimos dias, as cotações da raiz recuaram para o menor patamar registrado desde setembro do ano passado. Ao mesmo tempo em que a oferta tem crescido, a demanda pela matéria-prima tem dado sinais de enfraquecimento, principalmente nas fecularias com maiores estoques – algumas até interromperam a moagem nos últimos dias.

Entre 1º e 5 de março, o preço médio semanal a prazo para a tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 424,71 (R$ 0,7386 por grama de amido na balança hidrostática de 5 kg), baixa de 2% frente à média anterior e a menor desde setembro de 2020. Em valores atualizados (deflacionamento pelo IGP-DI de janeiro/21), a média da semana é 12,5% menor que a de igual período do ano passado.

Do Cepea

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: