Preços agropecuários sobem 9,16% em julho no estado de São Paulo

O Índice de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR)1, 2 fechou julho de 2021 com alta de 9,16%. Tanto os produtos vegetais (IqPR-V) quanto os animais (IqPR-A) apresentaram reajustes em seus índices, com ascensões respectivas de 11,83% e 2,22% (Tabela 1).

No mês de julho de 2021, 12 dos 18 produtos analisados tiveram elevações de preços. Sob forte interferência das geadas, destacaram-se os reajustes de tomate para mesa (+67,10%), batata (54,25%) e banana nanica (+43,86%). Com menor intensidade, tiveram interferência climática as elevações dos preços de café (7,22%), leite cru refrigerado (5,03%) e milho (4,29%). Já as maiores quedas foram apresentadas por carne suína (-5,44%), amendoim (-4,54%) e algodão (-3,38%) (Tabela 2).

Índices acumulados nos últimos 12 meses

No acumulado de julho de 2020 a julho de 2021, todos os índices apresentaram reajustes positivos (Figura 1).

Nesse intervalo, o IqPR variou positivamente em 11 meses (Figura 2), num acúmulo de reajustes de 58,00% (Figura 1). Causadas principalmente pelos reflexos na economia advindos com a expansão da pandemia de covid-19, as altas dos índices foram acentuadas progressivamente até o mês de novembro de 2020. Após uma queda no último mês de 2020 (Figura 2), altas progressivas e ininterruptas geraram aumentos que, no acumulado dos 7 primeiros meses de 2021, atingiram um reajuste de 28,36%.

Nesse intervalo de 12 meses, a alta dos produtos de origem animal (IqPR-A) chegou a 46,50%, enquanto os produtos de origem vegetal subiram 62,15% (Figura 1). Nesse período de um ano, 17 produtos do levantamento tiveram reajustes. Milho (100,39%), tomate para mesa (82,03%) e algodão (81,01%) foram as culturas que apresentaram as maiores altas no campo paulista nos últimos 12 meses (Tabela 1).

1 – A fórmula de cálculo do índice (IqPR) é a de Laspeyres modificada, ponderada pelo valor da produção agropecuária paulista. As cotações diárias de preços são levantadas pelo IEA e divulgadas no Boletim Diário de Preço. As variações são obtidas comparando-se os preços médios das quatro últimas semanas (referência) com os preços médios das quatro primeiras semanas (base), sendo a referência = 01/07/2021 a 31/07/2021 e base = 01/06/2021 a 31/06/2021.

2 – Artigo completo com a metodologia: PINATTI, E. et al. Índice quadrissemanal de preços recebidos pela agropecuária Paulista (IqPR) e seu comportamento em 2007. Informações Econômicas, São Paulo, v. 38, n. 9, p. 22-34, set. 2008. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br/ftpiea/publicacoes/tec3-0908.pdf. Acesso em: ago. 2021.

 

 

 

 

 

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: