Com redução da moagem de mandioca, indústrias sinalizam antecipar recesso

Foto: Vanderlei Santos/Embrapa

Com os atuais preços da mandioca em patamar elevado e a necessidade de fazer caixa, parte dos mandiocultores tem mostrado interesse na comercialização. Porém, segundo colaboradores do Cepea, a maioria continua postergando as entregas para o próximo ano.

A demanda industrial, por sua vez, segue firme, visto que as empresas pretendem formar estoques para os próximos meses. Mesmo assim, o esmagamento continuou abaixo das expectativas dos agentes, e parte das unidades industriais já considera antecipar o período de recesso ou férias coletivas para o início de dezembro.

Entre 15 e 19 de novembro, o Cepea estima que o esmagamento de mandioca pelas fecularias tenha sido de 34,8 mil toneladas, crescimento de 11,4% frente ao período anterior. Ainda assim, a ociosidade média foi de 52% da capacidade instalada.

Quanto aos preços, a média nominal a prazo da tonelada de mandioca posta fecularia fechou a R$ 678,14 (R$ 1,1794 por grama de amido), 2,8% maior que a da semana anterior. Em termos reais (deflacionamento pelo IGP-DI), este valor está 21,4% acima do registrado no mesmo período de 2020.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: