GENEX anuncia Centro de Biotecnologia e Difusão Genética de bovinos no Brasil

Visando atender parte do plano de expansão, que prevê crescimento de cerca de 20% ao ano em quatro anos, duplicando de tamanho no Brasil, até 2025, a multinacional americana GENEX, uma das líderes em inseminação artificial de bovinos, vai lançar para o mercado o próprio Centro de Biotecnologia e Difusão Genética. Com capacidade para alojar e coletar, inicialmente, cerca de 150 touros, o empreendimento contará com piquetes individuais, projetados de acordo com todas as normas de biossegurança e conforto animal, garantindo a adequada produção de genética e comercialização em todo o território nacional e exportação aos países que possuem protocolos sanitários com o Brasil.

“O novo projeto da GENEX Brasil é resultado de mais de 15 anos de experiência e pioneirismo da companhia no melhoramento genético de bovinos no país, sem contar todo o histórico de mais de 60 anos de atuação no contexto global. Esse investimento comprova a confiança do conglomerado Pon Holding – do qual fazem parte o grupo URUS e, consequentemente, a GENEX – na pecuária brasileira”, diz Sérgio Saud, diretor executivo da GENEX Brasil.

Para Judd Hanson, vice-presidente de vendas globais da GENEX, a empresa está crescendo muito rápido no Brasil. Por isso, ele vê o projeto como uma grande oportunidade. “O Brasil é o país onde o negócio da GENEX cresce mais intensamente no mundo. Temos certeza de que termos nossa central própria aqui é o caminho certo para levarmos a GENEX ainda mais longe no mercado brasileiro”, analisa.

O Centro de Biotecnologia e Difusão Genética GENEX está localizado no km 158, às margens da BR-050, município de Uberaba (MG), região conhecida como “berço do zebu”.  O local estratégico escolhido para o centro facilita também a visita de pecuaristas, técnicos, representantes e demais pessoas relacionadas ao agronegócio. “No Brasil, há a tradição das feiras agropecuárias, que reúne um grande grupo de produtores o ano todo. Além disso, a cultura do criador é conhecer pessoalmente os reprodutores, então, nossa central será também um grande showroom, uma vitrine para que o pecuarista escolha, com a ajuda de nossos consultores e técnicos, os touros mais indicados para promover o melhoramento genético do seu rebanho”, afirma Sérgio Saud.

A central própria de inseminação artificial também vai proporcionar maior controle sobre a produção de sêmen. “Significa termos mais autonomia no manejo dos touros e melhor disponibilização dos produtos, além de fortalecer o posicionamento de marca e visibilidade da GENEX junto ao mercado”, informa Guilherme Gallerani, diretor de marketing e inovação da GENEX Brasil. A migração dos touros que atualmente estão alocados nas centrais parceiras para o centro próprio será feita de forma gradual e organizada para que a adaptação seja a mais adequada possível. A sede administrativa e logística da GENEX continua sendo em São Carlos (SP).

Produtividade

Com base no número de machos alojados, o Centro de Biotecnologia e Difusão Genética de bovinos pode atingir a produção de até 5 milhões doses de sêmen até o final de 2025.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: