Pré-candidatos ligados ao setor rural lideram disputa pelo governo gaúcho

Deputado Edegar Pretto (PT) e ministro Onyx Lorenzoni (DEM) têm a preferência do eleitorado gaúcho no pleito de 2022, diz pesquisa – Fotomontagem: AGROemDIA, com fotos da ALRS e Câmara

A praticamente nove meses das eleições de 2 de outubro de 2022, a disputa pelo governo do Rio Grande do Sul apresenta um cenário de disputa acirrada entre dois nomes ligados ao setor rural. Pesquisa do Instituto Atlas, realizada entre 17 e 23 de dezembro com eleitores do estado, mostra os pré-candidatos Edegar Pretto (PT), deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa gaúcha, e Onyx Lorenzoni (DEM), deputado federal licenciado e ministro do Trabalho e Previdência Social, tecnicamente empatados.

De acordo com o levantamento, divulgado pelo site Sul21, Edegar Pretto lidera a disputa no RS, com 18,6% do percentual de voto, seguido de Lorenzoni, com 17,8%. Levando-se em conta a margem de erro, que é de aproximadamente 3%, a pesquisa indica um empate entre os dois pré-candidatos.

O resultado do levantamento reflete também a polarização entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que hoje lidera todos as pesquisas de intenção de voto na disputa pela Presidência da República em 2022, e o presidente Jair Bolsonaro, que busca a reeleição.

Os dois postulantes ao governo gaúcho têm forte relação com o setor primário. Edegar Pretto é filho do pequeno agricultor Adão Pretto, um dos fundadores do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e uma das principais lideranças das lutas da agricultura familiar. Adão Preto, que morreu em 2009 em consequência de pancreatite, elegeu-se em deputado estadual em 1986 e federal em 1990, 1994, 1998, 2002 e 2006.

A exemplo do pai, Edegar Pretto também é uma das principais vozes dos agricultores familiares e da agropecuária no Parlamento gaúcho. Além disso, é um defensor de pautas sociais voltadas à melhoria das condições de vida da população urbana e rural, da igualdade de gênero e da proteção aos indígenas, às crianças, aos idosos e ao meio ambiente. Em síntese, Edegar Pretta propõe o Estado do bem-estar social.

Médico veterinário, Onyx Lorenzoni é um parlamentar de longa trajetória. Foi deputado estadual de 1995 a 2003. É deputado federal desde 2004, ocupando atualmente o seu quinto mantado consecutivo. Na Câmara, foi uma das vozes destacadas da Comissão de Agricultura, sempre defendendo as pautas de interesse do setor rural.

Um dos primeiros apoiadores da candidatura de Bolsonaro à Presidência, Onyz se licenciou do Legislativo ainda em 2018, logo após ser reeleito, para ser ministro extraordinário da Coordenação da Equipe de Transição de Governo. Na gestão Bolsonaro, já foi ministro da Casa Civil e da Cidadania. Atualmente, ele comanda o Ministério do Trabalho e Previdência Social. É defensor das pautas liberais, da economia de mercado e da família.

Demais pré-candidatos

Ainda conforme a pesquisa do Instituto Atlas, o terceiro nome na preferência dos gaúchos para ocupar o Palácio do Piratini, de 2003 a 2006, também é ligado ao setor rural. É o senador Luis Carlos Heinze (PP), que tem 9,2% das intenções de voto. Em seguida, aparecem Pedro Ruas (PSOL), com 8,4%; Beto Albuquerque (PSB); com 7,8%; o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior (PSDB); com 4,5%; e o deputado federal Alceu Moreira (MDB), com 3,5%. Alceu é outro nome identificado com a produção primária.

Cenário nacional

No cenário nacional, a pesquisa mostra que, para o eleitorado gaúcho, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) tem a preferência para a presidência nas eleições de 2022, com 44,2% das intenções de votos, seguido pelo atual presidente Jair Bolsonaro (PL), com 31,5%. Eles são seguidos por Sergio Moro (Podemos), com 12,9%, e Ciro Gomes (PDT), com 6,6%. Rodrigo Pacheco (PSD) e João Doria (PSDB) tem 1,6% da preferência dos eleitores, e Felipe D’Ávila (Novo), 0,4%.

*Com informações do Sul21

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: