Piscicultura cresce 4,7% em 2021 ante 2020 com produção de 841 mil t

Foto: Divulgação/AEN/Gov. PR

Do Broadcast

A produção de peixes de cultivo – tilápia e peixes nativos – no Brasil no ano passado somou 841 mil toneladas, alta de 4,7% ante 2020, informa a Associação Brasileira da Piscicultura (PeixeBR). Segundo a entidade, os custos elevados e doenças afetaram a produção. O desempenho em 2021 ficou abaixo da média de crescimento observada em 2014, de 5,6%.

A associação avaliou que, como as demais cadeias de proteínas animais, a piscicultura sofreu com o aumento do milho e do farelo de soja, usados na produção de ração, bem como insumos importados, devido à alta do dólar e a problemas de originação de grãos. Para o presidente do conselho de administração da PeixeBR, Valdemir Paulino dos Santos, reduzir os gastos é o principal desafio do segmento.

Conforme levantamento da entidade, a produção de tilápia chegou a 534 mil toneladas no país, alta de 9,8%. A produção de espécies nativas foi menor em 2021, conforme o levantamento. Liderado pelo tambaqui, o volume somou 262,4 mil toneladas, ou 31,2% da produção nacional. A queda foi de 5,85% em relação a 2020.

Entre os estados produtores, o Paraná seguiu na liderança, com 188 mil toneladas, aumento de 9,3%. Na sequência aparecem São Paulo (81,6 mil toneladas, alta de 9,4%) e Rondônia (59,6 mil toneladas, queda de 9%).

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: