Canadá abre mercado para carne bovina e suína do Brasil

Foto: Mapa/Divulgação

O Canadá autorizou o início da importação de carne bovina e suína in natura do Brasil. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (14) pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, que está em viagem ao país. Com isso, o Brasil ultrapassou a marca de 200 novos mercados externos para produtos agropecuários abertos desde o início de 2019.

“Esta abertura de mercado faz com que a gente ultrapasse os 200 mercados por mim estipulados no Ministério da Agricultura e é uma notícia muito boa para os frigoríficos brasileiros, que podem empregar e levar renda para o interior do nosso país”, disse a ministra, ao sair do encontro com o vice-ministro da Agricultura do Canadá, Paul Samson.

O secretário de Comércio e Relações Internacionais do Mapa, Orlando Leite Ribeiro assinalou que, levando em conta o market share do Brasil para esses dois produtos, é possível estimar exportações da ordem de US$ 150 milhões por ano.

“Como o Canadá não tem imposto de importação para suínos, esse é um mercado que pode ir além do market share basileiro. No caso de carne bovina, há uma alíquota de cerca de 26,5% de importação, mas podemos ter acesso àquele mercado via quota da OMC, de 76,4 mil toneladas, com tarifa de 0%”, pontuou Ribeiro.

Para a carne bovina, a exportação está liberada para todos os estados que ainda vacinam seus rebanhos contra a febre aftosa, além de Santa Catarina, reconhecido como livre da doença sem vacinação. Os demais estados que tiveram esse status reconhecido no ano passado ainda precisam passar por um processo de reconhecimento canadense.

No caso da carne suína, por enquanto a exportação só está autorizada para os frigoríficos de Santa Catarina, único estado que já é reconhecido como livre de febre aftosa, peste suína clássica e peste suína africana. O Mapa já entrou com um pedido de reconhecimento do Paraná e do Rio Grande do Sul como estados livres dessas três doenças.

No encontro com Paulo Samson, Tereza Cristina também tratou de temas como sustentabilidade e cooperação entre os dois países na área de pesquisa e tecnologia.

A ministra destacou que Brasil e Canadá são líderes comprometidos com uma agricultura segura, baseada na ciência e sustentável e lembrou a atuação do Brasil durante a Cúpula de Sistemas Alimentares da ONU e a COP26.

Também participaram da reunião o embaixador do Brasil no Canadá, Pedro Borio; o diretor da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Bruno Caligaris, e o adido agrícola em Ottawa, Paulo Márcio Araújo.

Fertilizantes

Na viagem a Ottawa estão previstas reuniões com presidentes de empresas produtoras e exportadoras de potássio instaladas no país para conversar sobre a possibilidade de aumentar as exportações de potássio para o Brasil.

Nesta segunda-feira, a ministra terá reuniões com os presidentes das empresas Gensource, Nutrien, Canpotex e Fertilizer Canada. Ontem (13), Tereza Cristina se reuniu com a diretoria da Brazil Potash,empresa brasileira privada, de capital fechado, controlada por investidores brasileiros e estrangeiros. Ela falou sobre a dependência do Brasil da importação de fertilizantes e a necessidade de expandir a importação neste momento.

“Para que o Brasil continue aumentando sua oferta de alimentos e para contribuir com a segurança alimentar do Brasil e do mundo, precisaremos de suprimentos adequados desse insumo. Isso não significa apenas assegurar os níveis atuais de compras, mas expandi-los”.

*Com informações do Mapa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: