Senado: Ivo Cassol defende mudança na política de importação de leite

AAA cassol 30
Cassol (C): importação de lácteos prejudica pecuária leiteira nacional – Roque de Sá/Ag.Senado

“É inadmissível que, na atual conjuntura do país, o produtor brasileiro tenha de pagar a conta”, disse o senador Ivo Cassol (PP-RO) ao anunciar que a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado, presidida por ele, enviará ofício à Presidência da República pedindo a revisão da política de importação de lácteos e novas medidas de proteção ao setor, como forma de incentivar os empregos nacionais.

O apoio aos produtores brasileiros de leite foi um dos assuntos tratados pela CRA, nessa quarta-feira (30), durante audiência pública promovida pela debater o Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2017/18, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Segundo Cassol, a importação de lácteos tem prejudicado a pecuária leiteira nacional. O leite em pó, assinalou, é importado de países como Uruguai, Argentina e Nova Zelândia. Ano passado, o crescimento da importação de leite em pó do Uruguai foi de quase 80%.

Plano Agrícola

Autor do requerimento de convocação da audiência, Cassol destacou que o debate sobre as estratégias listadas no Plano Agrícola permite avaliar as políticas públicas que tenham ações diretas e promovam o desenvolvimento sustentável do setor agrícola. “Apesar da crise, o setor vai bem e merece atenção. É o agronegócio que vem sustentando o Brasil”, afirmou o senador.

No lançamento do plano, no mês de junho, o governo anunciou R$ 190 bilhões em recursos para o setor agropecuário na safra 2017/2018. Por meio desses recursos, médios e grandes produtores poderão acessar o crédito rural entre 1º de julho deste ano e 30 de junho de 2018. O governo federal também reduziu os juros de várias operações.

O diretor-substituto da área de Créditos e Estudos Econômicos do Mapa, Antônio Machado de Moraes, ressaltou que o volume de recursos do Plano Agrícola foi cuidadosamente estimado e atende às demandas do setor. Ele detalhou as linhas de financiamento e enfatizou que haverá uma taxa especial para ações de inovação tecnológica no campo.

Moraes fez ainda projeções de aumento do agronegócio nacional, apontando que as exportações de grãos e carnes devem registrar um crescimento considerável até o próximo ano. As vendas externas de frango devem crescer 17% e as de carnes, 28%.  “Esses números retratam a força e a capacidade produtiva da agricultura brasileira”, observou o técnico do Mapa.

*Da redação, com Agência Senado

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: