Audiência pública em Rondônia analisará cenário da cafeicultura

 

cafe ron gov rond 1
Rondônia se destaca no país pela produtividade do café conilon  – Gov. de Rondônia

O cenário da cafeicultura em Rondônia será avaliado durante audiência pública conjunta das comissões de Agricultura do Senado e da Câmara no próximo dia 13, no município de Alta Floresta do Oeste. Os cafezais do estado devem ter a segunda maior produtividade do país neste ano, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O grão rondoniense é cultivado, na sua imensa maioria, em pequenas propriedades.

A produção de café em Rondônia é estimada em 1,93 milhão de sacas de 60 kg em 2017. De acordo com a Conab, a área plantada é calculada em 83,3 mil hectares, onde devem ser colhidas 26,10 sacas por hectare, representando um aumento de 40,6% em relação a 2016, quando o rendimento foi de 18,56 sacas por hectare. O estado só fica atrás de Bahia em produtividade, prevista em 69,8 quilos por hectare.

A audiência foi requerida pelo presidente da Comissão de Agricultura do Senado, senador Ivo Cassol (PP), e pelo deputado federal Luiz Cláudio (PR), membro da Comissão de Agricultura da Câmara. Ambos os parlamentares são de Rondônia e têm relações com o setor agrícola, especialmente a cafeicultura.

cassol e luiz claudio
Ivo Cassol (no alto) e Luiz Cláudio requerem audiência – Montagem com fotos da Ag. Senado

Café clonal

A maior parte da produção de café no estado está concentrada nos municípios de Ministro Andreazza, Cacoal, Alto Alegre do Parecis, Alta Floresta do Oeste, Nova Brasilândia do Oeste, São Miguel do Guaporé e Machadinho d’Oeste. Rondônia planta apenas o café da variedade conilon.

Nos últimos anos, as maiores áreas de cultivo de café do estado passam por um processo gradativo e permanente de substituição das lavouras, com o uso de clones com elevado potencial produtivo. É o chamado café clonal, que tem obtido bons resultados em Rondônia.

“A produtividade do café clonal é muito superior ao rendimento médio de todas as variedades dos cafezais de Rondônia, calculada pela Conab entre   26,10 sacas por hectare”, observa o deputado Luiz Cláudio. Segundo ele, algumas propriedades do estado colhem entre 80 e 190 sacas de café clonal por hectare, uma produtividade muito expressiva.”

Os cafeicultores contam com o apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa-RO), da Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO) e da Agência de Defesa Agrossilvipastoril (Idaron-RO). A parceria entre as três instituições tem permitido diagnosticar pragas e doenças, a fim de combatê-las, e no desenvolvimento cultivares mais adaptados ao estado.

A safra brasileira de café em 2017 deverá ser de 44,77 milhões de sacas de 60 kg. A área total cultivada no país é projetada em 2,21 milhões de hectares, conforme a Conab. A produção de arábica deve chegar a 34,07 milhões de sacas e a de conilon, a 10,71 milhões de sacas.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta