Agro produz mais e ajuda a controlar inflação

a _ super 3
Foto: EBC

Mais uma vez, o desempenho do agronegócio tem reflexo positivo sobre a inflação.  O setor – principalmente o agrícola – está produzindo mais a preços menores, contribuindo assim com o maior abastecimento, com a geração de divisas e o controle da inflação.

A informação consta do último boletim mensal divulgado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/USP).

Embora tenha impacto positivo sobre a economia e a sociedade, observam pesquisadores do Cepea, o movimento de queda dos preços relativos do agronegócio mostra a perda de rentabilidade da produção do setor.

Apesar do expressivo crescimento em volume, 2017 foi marcado por fortes quedas de preços para os produtos do agronegócio, o que, por sua vez, pressiona a renda do setor, informa a publicação do Cepea.

“Na comparação de janeiro a agosto de 2017 com o mesmo período de 2016, o decréscimo nos preços médios do agronegócio é de 9,5% em relação aos da economia como um todo. Então, considerando-se as informações disponíveis até agosto/17, estima-se retração interanual de 3,8% no PIB-renda do agronegócio brasileiro”, pontua a publicação.

De acordo com o Cepea, a queda mais acentuada nos preços relativos, de 11,6%, foi observada no ramo agrícola, com reduções relevantes nas cotações de grãos e também de hortifrutícolas. Esse cenário reflete principalmente a grande oferta em volume de produção do segmento.

No caso dos grãos, por exemplo, o mercado vem apresentando elevada disponibilidade ao longo do ano, diante da boa produtividade de produtos como soja e milho. No ramo pecuário, as quedas nos preços relativos foram mais amenas, com a pressão vinda especialmente da bovinocultura de corte.

PIB-volume

O crescimento do PIB-volume do agronegócio está estimado em 6,3% neste ano, considerando-se informações disponíveis até agosto/17, indica pesquisa do Cepea, em parceria com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil).

O impulso vem do ramo agrícola, que deve registrar aumento de 9,2% em 2017, visto que, para a pecuária, a estimativa é de retração, de 0,4%.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: