Projeto da Anater reforçará participação das mulheres na cafeicultura do Paraná

cafe youtube 24
Reprodução Youtube

O Projeto Piloto que a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) desenvolve no Paraná, em parceria com o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/PR), está beneficiando mil agricultores familiares, tradicionais produtores de café no estado. Agora, segundo a Anater, a iniciativa contribuirá para ampliar o trabalho das mulheres cafeicultoras, o que deverá melhorar as condições de produção e produtividade do café de qualidade.

Para alinhar as ações do Projeto Piloto, técnicos do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/PR) estiveram na Anater, nesta semana, em Brasília. Segundo o técnico Nelson Menoli, da Emater/PR, o projeto da Anater se encaixou com as ações já desenvolvidas pelo instituto no estado.

“Estamos trabalhando, desde 1992, com a implementação do modelo tecnológico de produção de café e esse trabalho continuará, agora junto com a Anater. São três propostas numa só: currículo de sustentabilidade, processo treino-visita e a parceria com a Anater”, diz o técnico da Emater/PR.

O objetivo, ressalta Menoli,  é a melhoria da qualidade de vida da família do produtor de café. “A parceria com a Anater nos brindou com recursos para desenvolver esse trabalho de forma mais ágil e com mais qualidade.”

O diretor técnico da Anater, José Maria Pimenta, destaca que a ação da Emater/PR é um exemplo em que o pragmatismo substitui o empirismo. “A metodologia de trabalho da Emater paranaense é, sobretudo, a aplicação da política do aprender fazendo, e a proposta da Anater intensificará essa metodologia, com qualificação dos extensionistas, apoio técnico ao produtor e acompanhamento e avaliação dos resultados.”

Reuniao Anater e Emater-PR - Foto Jerusia Arruda
Foto: Jerúsia Arruda/Anater

Kleber Geraldo Vieira, coordenador regional da Emater/PR, destaca que as ações envolvem uma questão ainda mais ampla: a da sustentabilidade da produção do café, através da Plataforma Global do Café. “E a parceria com a Anater nos dá a possibilidade de fazer isso com muito mais qualidade, porque vamos ter recurso para atuar junto ao produtor.”

Vieira ressalta ainda que “há um compromisso maior, até por ser um projeto piloto, que é o de fazer com que esses resultados se estendam para outras áreas, outros projetos, outros produtores. Então, essa parceria possibilita qualificar o trabalho e aumentar muito a sua abrangência”.

O técnico Cilesio Abel, gestor do projeto na Emater/PR, diz que sozinho não se consegue fazer absolutamente nada. “E a parceria com a Anater é uma estratégia muito interessante, sob vários aspectos. Não estamos trabalhando apenas com a produtividade, mas também com a qualidade. Estamos construindo todo um sistema de gestão, com um time coeso, unido.”

“Vamos construir juntos um processo que disciplinará ainda mais o trabalho que estamos desenvolvendo. Nossa meta é chegar a 40 sacos beneficiados por hectare. Os produtores assistidos já conseguiram chegar a 30. Temos ainda um longo caminho pela frente”, enfatiza Abel.

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: