RS: agro bate recorde e gera mais da metade dos empregos em janeiro

colheita uva rs foto emater
Foto; Divulgação/Emater/RS

Dos 17,7 mil empregos criados em janeiro no Rio Grande do Sul, 10,2 mil admissões foram registradas pelo setor do agronegócio, informa o site do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. O número representa 57,6% dos postos de trabalho com carteira assinada gerados no estado, segundo dados divulgados pela Fundação de Economia e Estatística (FEE).

Ao todo, segundo a reportagem do JC, o agronegócio gaúcho registrou 20.713 admissões e 10.431 demissões, resultando num saldo positivo de 10.282 empregos criados durante o primeiro mês de 2018. Na comparação com o mesmo período de anos anteriores, a criação de postos de trabalho em janeiro foi recorde, desde o início da série histórica calculada pela FEE. Em relação a dezembro de 2017, o número representa um aumento de 3,2% no estoque estimado de empregos da área.

De acordo com o economista Rodrigo Feix, coordenador do Núcleo de Estudos do Agronegócio, a variação positiva representa um movimento sazonal, típico do primeiro trimestre do ano.

“A geração de empregos em janeiro foi determinada principalmente por atividades características da agropecuária, como produção de lavouras permanentes e temporárias, que somam, juntas 7.497 postos criados”, assinala o JC.

Ainda segundo o pesquisador, o setor foi influenciado pela sazonalidade da cultura da maçã, que, nos primeiros meses do ano, demanda mão de obra para a colheita, sobretudo nas regiões da Serra e dos Campos de Cima da Serra.

Nas lavouras temporárias, o avanço no desenvolvimento das culturas agrícolas de verão acelerou o ritmo de contratações, em especial nas atividades de cultivo de cereais e da soja.

Também houve criação de empregos nas atividades do segmento “depois da porteira”, formado predominantemente por atividades agroindustriais, que somou 2739 novas vagas. O único ramo negativo foi o de fabricação de conservas, que registrou a perda de 153 postos de trabalho no Rio Grande do Sul.

O segmento constituído por atividades dedicadas ao fornecimento de insumos, máquinas e equipamentos para a agropecuária foi o único do agronegócio gaúcho a diminuir empregos em janeiro. Foram perdidos 35 postos nesse segmento.

Os dados sobre emprego no RS foram divulgados nesta semana pela FEE.

Da redação, com Jornal do Comércio

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: