Fórum Mundial da Água: Federação dos Cafeicultores do Cerrado debate conservação de recursos hídricos

Logo Consórcio das Águas

A Região do Cerrado Mineiro desenvolve uma iniciativa pioneira na América Latina para a manutenção dos recursos hídricos em suas áreas: o Consórcio Cerrado das Águas. Trata-se de uma plataforma multissetorial que tem por objetivo reunir atores de importantes cadeias produtivas no Cerrado para que possam trabalhar juntos para a conservação dos serviços ecossistêmicos dos quais dependem.

Hoje o consórcio atua na manutenção dos recursos hídricos em sua área piloto, a bacia córrego Feio no município de Patrocínio, MG – o principal produtor de café do Brasil. A iniciativa ainda deve ser levada até outras bacias, a fim de engajar novas cadeias produtivas.

Com essa experiência, a Federação dos Cafeicultores do Cerrado, gestora da Região do Cerrado Mineiro e Secretaria Executiva do Consórcio Cerrado das Águas, participa neste domingo (18), em Brasília, do Fórum Mundial da Água com o painel “Contribuindo para a provisão de água no Brasil: exemplos de mobilização por parte de governos locais, setor privado e sociedade civil”. O fórum vai até o dia 23 deste mês.

“A participação do Consórcio Cerrado das Águas no Fórum Mundial da Agua representa um novo marco pra o  projeto, pois estaremos inserindo-o num fórum global, no qual teremos oportunidade de projetá-lo e buscar novos parceiros”, diz Juliano Tarabal, superintendente da Federação dos Cafeicultores do Cerrado.

De acordo com ele, a entidade segue com o propósito de que as pessoas do mundo do café façam mais e melhor, levando em conta que a água é um recurso vital. “Estamos focados em manter este recurso adotando cada vez mais práticas sustentáveis. E isso só é possível ser feito constituindo uma rede de parceiros como temos no consórcio”, pontou Juliano Tarabal.

São membros do Consórcio Cerrado das Águas a Federação dos Cafeicultores do Cerrado, Nespresso, IUCN, Imaflora, UTZ Certified, Unicerp, Daepa, ONG Cervivo, Cooxupé e Instituto Ipê.

Denominação de origem

O Cerrado Mineiro é a primeira e única Denominação de Origem para Cafés no Brasil. É composta por 55 municípios, 4.500 produtores e 210 mil hectares de café. Desses, aproximadamente 102 mil têm alguma certificação ambiental. Hoje, a região é responsável por cerca de 12% da produção nacional de café e 25% da produção mineira.

A Federação dos Cafeicultores do Cerrado é a entidade que representa, controla e promove a Região do Cerrado Mineiro e seus produtos. A entidade é formada por oito cooperativas, seis associações e uma fundação.

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: