Projeto beneficia comunidades quilombolas do Tocantins

quilombolas tocantins
Foto: Clenio Araujo/Embrapa

A Embrapa e parceiros estão começando, no interior do Tocantins, o projeto piloto de transferência de tecnologias para segurança alimentar utilizando o chamado sisteminha da empresa. É uma tecnologia simples, que alia produção de proteína animal, geralmente peixe, com o uso de pequenas áreas por meio de cultivos como hortas, milho e verduras.

Originalmente desenvolvida pela Embrapa Meio-Norte, no Piauí, a tecnologia vem sendo implantada em diferentes regiões do país. Agora, é a vez de o Tocantins conhecer melhor o sisteminha através do projeto Prato Cheio.

Analista de transferência de tecnologia da Embrapa Pesca e Aquicultura (Palmas-TO) e coordenadora do projeto, Marcela Mataveli diz que o objetivo é levar segurança alimentar e nutricional às famílias quilombolas beneficiadas.

Estão sendo implantados 20 sisteminhas em Brejinho de Nazaré, município do centro-sul do estado. São 15 na comunidade Malhadinha e cinco na comunidade Córrego Fundo.

Já em Almas, sudeste do TO, serão sete sisteminhas: um no Colégio Agropecuário e seis nas comunidades Baião e Poço Dantas, três em cada.

A participação das comunidades de Almas é pelo interesse que demonstraram em trabalhar com piscicultura e por na região já haver o projeto barraginhas, que capta água de chuva para recarregar o lençol freático.

Os quilombolas que receberão os sisteminhas foram escolhidos entre eles próprios, sem indicação externa da Embrapa ou do Ruraltins. Marcela considera positivo o interesse dos selecionados. “Está todo mundo muito engajado. A gente espera que, de fato, o sisteminha possa contribuir com a vida dessas pessoas.”

Da redação, com Embrapa Pesca e Aquicultura

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: