Produtores contratam R$ 102 bi para financiar a safra

maqjuinas soja 27 4
Foto: Luiz Henrique Magnante/Embrapa

Médios e grandes produtores rurais contrataram R$ 101,92 bilhões de instituições financeiras, de julho de 2017 a março deste ano. O montante representa 54,1% do total destinado pelo governo federal para financiar a produção agrícola brasileira. O volume representa 9,2% de aumento em relação a igual período do ano anterior.

Os dados constam do Relatório de Financiamento Agropecuário referentes a nove meses de liberação de recursos da safra 2017/2018, divulgado nessa quinta-feira (26) pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

As instituições financeiras liberaram para operações de custeio, comercialização e industrialização R$ 80,5 bilhões e R$ 21,4 bilhões para investimentos, o que representa acréscimos de 5,6% e 25,9% respectivamente, com relação ao mesmo período da safra anterior.

Os desembolsos do crédito rural no período totalizaram R$ 70,3 bilhões para a atividade agrícola e R$ 31,5 bilhões para a pecuária.

As contratações feitas pela fonte Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) aumentaram 34,4%, atingindo R$ 15,6 bilhões, dos quais R$ 7,1 bilhões foram para operações de custeio, R$ 6,3 bilhões para comercialização, R$ 316 milhões para industrialização e R$ 1,8 bilhão para investimentos.

Entre as linhas de crédito de investimento, operadas principalmente pelo BNDES e Banco do Brasil, foram destaque as aplicações no Moderfrota, que atingiram R$ 5,6 bilhões, no Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural), com desembolso de R$ 2,9 bilhões, e no Programa ABC (Agricultura de Baixa Emissão de Carbono), somando R$ 1,1 bilhão.

Aumento de produtividade

Também tiveram desempenhos positivos o Inovagro (Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária), com R$ 716 milhões, e o PCA (Programa de Construção e Ampliação de Armazéns), com R$ 538 milhões.

Na avaliação do secretário de Política Agrícola do Mapa, Wilson Vaz de Araújo, o levantamento mostra a disposição dos produtores em contrair financiamentos, sobretudo para investimentos em programas como o ABC, Inovagro e de Armazenagem. Segundo ele, dois fatores contribuem para isso: a confiança do produtor rural e a excelente safra colhida no ano anterior.

“Isso nos mostra que esses programas que resultam em aumento de produtividade devem continuar como prioridade no Plano Safra 2018/19. Essas prioridades, aliás, foram confirmadas em inúmeras reuniões que realizamos com entidades do setor para discutir o futuro plano safra”, observou Wilson Araújo.

 

 

AGROEMDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: agroemdia@gmail.com - (61) 992446832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: