Conta de água pode ficar mais cara em junho

152526700215979451 (5)
Imagem de domínio público/Pixabay

É melhor o consumidor do DF ir preparando o bolso para o novo aumento na conta de água, que deve ocorrer a partir de junho. O valor do serviço será corrigido em 2,99%. O percentual foi autorizado pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) e oficializado no Diário Oficial do DF. O governo do Distrito Federal, no entanto, afirmou que a medida será questionada administrativamente.

O governador Rodrigo Rollemberg determinou que a Procuradoria-Geral do DF entre com recurso na agência reguladora. Com isso, a Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb), por sua vez, fica incumbida de cancelar a nova tarifa nas contas da população. A medida foi anunciada nesta quarta-feira (2), no Palácio do Buriti.

“Considero inadequado qualquer aumento agora e inadmissível um aumento com porcentuais acima da inflação”, afirmou o governador do DF, referindo-se ao fato de os valores autorizados estarem acima da inflação. Além disso, apontou, as taxas não condizem com a situação em que Brasília se encontra.

Histórico

A Caesb havia pedido uma mudança de quase 10% na tarifa. A justificativa para aumentar a taxa é de que ela passa por dificuldades orçamentárias devido à crise hídrica. Porém, a Adasa sugeriu uma mudança de 2,06%.

Em nota, a Adasa informou que o reajuste corresponde a dois índices tarifários: o anual, de 0,93% e o extraordinário, de 2,06%.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta