GDF pede suspensão de aumento da tarifa de água

aguaSITE
Tony Winston/Agência Brasília

A Procuradoria-Geral do Distrito Federal (PGDF) apresentou pedido de reconsideração à Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico (Adasa-DF), nesta quarta-feira (9). No documento, o órgão solicita a suspensão da Revisão Tarifária Extraordinária (RTE) no porcentual de 2,06% sobre os valores das tarifas dos serviços públicos de abastecimento.

O aumento foi pedido pela Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb) à Adasa para corrigir o suposto desequilíbrio econômico-financeiro decorrente da crise hídrica e consequente redução de mercado. Em 30 de abril, a revisão foi autorizada.

Porém, no pedido de reconsideração, a Procuradoria-Geral do DF argumenta que “a Caesb não muniu seu requerimento com informações sobre o aumento de custos relacionados à exploração de serviço, cingindo-se a fazer comparação entre as receitas projetadas e as receitas atuais”.

A PGDF disse ainda que os custos adicionais decorrentes da crise hídrica já pagos pelos consumidores na tarifa de contingência.

No pedido de suspensão, a Procuradoria-Geral do DF mostra que, se aplicado o reajuste, a tarifa da Caesb terá crescimento de 125% entre 2007 e 2017, enquanto a inflação nesse período foi de 90%.

Da Redação, com informações da Agência Brasília

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: