Caso de Febre do Nilo em equino no ES deixa veterinários em alerta em todo país

cavalos embrapa 7 6
Foto: Embrapa/Arquivo

Um caso de Febre do Nilo Oeste, registrado em um equino no norte do Espírito Santo e confirmado após a coleta de amostras do animal infectado, colocou em alerta as autoridades sanitárias brasileiras. A zoonose, de notificação obrigatória ao serviço de epidemiologia oficial, tem antecedentes em países da Europa, nos Estados Unidos e na América Central. No Brasil, haviam suspeitas não confirmadas desde o ano passado, mas agora a ocorrência no território capixaba – como noticiou o AGROemDIA nessa terça-feira (5) – foi atestada.

Conforme o diretor do Sindicato dos Médicos Veterinários no Estado do Rio Grande do Sul (Simvet/RS), João Junior, existia preocupação com a entrada desse vírus no país. A transmissão ocorreu através de mosquito – entre eles o pernilongo – e o reservatório do vírus vem de aves silvestres e domésticas potencialmente migratórias.

“Tem aves que são sensíveis e apresentam a doença vindo à óbito. Outras não são sensíveis, carregam o vírus e não apresentam os sintomas da doença. Também é importante cuidar quando há alta incidência da mortalidade de aves”, observa o veterinário.

O diretor do Simvet/RS informa que o vírus causador da Febre do Nilo Oeste atinge o sistema neurológico, causando encefalite ou meningite. “É importante orientarmos os médicos veterinários que se atentem aos sinais clínicos, pois essa é uma doença de notificação obrigatória. Constatado o sinal clínico, é preciso avisar os órgãos de defesa e as inspetorias veterinárias.”

A expectativa, segundo Junior, fica por conta das orientações das autoridades sanitárias do país em relação aos procedimentos a serem adotados caso a enfermidade apareça em outros estados e quais as formas de prevenção.

Leia mais aqui.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: