Cai rebanho bovino brasileiro; Centro-Oeste segue líder na pecuária

 

bovinos 27
Rebanho  bovino teve redução de 1,5%, segundo o IBGE – Breno Lobato/Embrapa

O rebanho bovino brasileiro totalizou 214,9 milhões de cabeças em 2017, com redução de 1,5% frente ao ano de 2016. O Centro-Oeste permaneceu na liderança entre as regiões, com 34,5% do total nacional. Mato Grosso teve a maior participação entre as unidades da federação (13,8% do efetivo nacional). Entre os municípios, São Félix do Xingu (PA), Corumbá (MS) e Ribas do Rio Pardo (MS) tiveram as maiores participações. Os dados constam da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) 2017, divulgada nesta quinta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

A produção de leite em 2017 totalizou 33,5 bilhões de litros, recuo de 0,5% em relação a 2016. Minas Gerais liderou, com 26,6% da produção nacional. Entre os municípios, Castro (PR) foi o maior produtor. A produtividade, o número médio de litros de leite obtido no ano por cabeça, foi de 1.963 litros no país em 2017. O Sul (3.284 litros/cabeça) registrou a melhor média. Entre os municípios, Araras (SP), Carambeí (PR) e Castro (PR) registraram maior produtividade.

O total de galináceos foi de 1,4 bilhões de cabeças. Paraná (25,3%), São Paulo (14,0%) e Rio Grande do Sul (11,0%) tiveram as maiores participações. A produção nacional de ovos de galinha totalizou 4,2 bilhões de dúzias em 2017, 11,6% superior ao obtido em 2016. São Paulo (26,4%) e Paraná (9,6%) foram os maiores produtores. Já o efetivo de codornas foi de 15,5 milhões de cabeças, acréscimo de 12,0% frente a 2016.

Suínos e peixes

O efetivo de suínos foi de 41,1 milhões de cabeças, expansão de 3,0% em comparação com 2016. Santa Catarina (19,7%), Paraná (17,2%) e Rio Grande do Sul (14,6%) foram as UFs com maiores participações. Toledo (PR), Rio Verde (GO) e Uberlândia (MG) foram os municípios com os maiores efetivos.

A produção de peixes totalizou 485,2 mil toneladas em 2017, resultado 2,6% menor ao obtido em 2016. Paraná (20,2%), São Paulo (9,8%) e Rondônia (8,2%) tiveram as maiores participações. Entre os municípios, Nova Aurora (PR) liderou a produção nacional. A principal espécie produzida no país foi a tilápia, com 283,2 mil toneladas, representando 58,4% da piscicultura.

A produção de camarão foi de 41,0 mil toneladas, recuo de 21,4% frente a 2016. Rio Grande do Norte (37,7%) e Ceará (28,9%) foram os maiores produtores. Aracati (CE), foi o município com maior participação.

A produção de ostras, vieiras e mexilhões foi de 20,9 mil toneladas em 2017, aumento de 0,5% em relação a 2016. Santa Catarina (98,1% da produção nacional) foi o principal estado produtor e Palhoça (SC), Florianópolis (SC) e Bombinhas (SC) foram os municípios com maiores participações.

A Região Nordeste abrigou 93,2% do rebanho de caprinos e 64,2% do rebanho de ovinos em 2017, com destaque para Bahia. A atividade de produção de lã foi quase toda concentrada na Região Sul, com destaque para o Rio Grande do Sul, que respondeu por 94,1% do total nacional.

A produção de mel em 2017 foi de 41,6 mil toneladas de mel, aumento de 5,0% em comparação com 2016.

Leia mais aqui

Da redação, com informações do IBGE

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: