Oferta elevada provoca queda do preço do milho em setembro

milhoemgrãos-1--embrapa-renata silva.jpg1
Preço do grão só não caiu no RS e no Nordeste – Renata Silva/Embrapa

Os preços do milho encerraram o mês de setembro em queda na maior parte das praças acompanhadas pelo Cepea, exceto no Rio Grande do Sul e no Nordeste. Segundo pesquisadores do Cepea, a pressão vem do maior interesse de venda por parte de muitos produtores, devido à necessidade de “fazer caixa” para custear a safra de verão. Já compradores, atentos ao movimento de queda, limitam as aquisições, à espera de novas desvalorizações.

No RS e no Nordeste, a disponibilidade do cereal é menor, cenário que tem resultado em alta nos preços – no estado sulista, agentes aguardam o desenvolvimento da temporada de verão, enquanto no Nordeste, a quebra de safra limita a oferta e impulsiona as cotações.

Na região de Campinas (SP), a disparidade entre as ofertas de compradores e de vendedores segue limitando os negócios. Entre 21 e 28 de setembro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa registrou queda de 0,5%, a R$ 39,40/saca de 60 kg na sexta-feira, 28. No acumulado do mês, a baixa foi de 4,14%. Em relação à média do Indicador em setembro, foi 2,1% inferior à de agosto.

Do Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: