Exportação de bovinos vivos quase dobra em 2018 frente a 2017

bovinos 31 1 19
Brasil é hoje um dos principais exportadores globais de gado em pé- Breno Lobato/Embrapa

O volume de animais vivos exportados pelo Brasil em 2018 praticamente dobrou em relação ao ano anterior. Segundo dados da Secex, em 2017, o país embarcou pouco mais de 407 mil cabeças, saltando para 790 mil cabeças em 2018.

Os maiores destinos dos animais brasileiros foram Turquia, Egito e Líbano, países que, geralmente, preferem realizar o abate do gado conforme suas próprias normas.

As exportações brasileiras de animais em pé, além de ocorrerem para fornecer boi para abates específicos, são voltadas também para atender demandantes à procura de gado com boa genética para reprodução, como é o caso do Paraguai.

Além dos esforços do setor privado, representado por entidades como a Abeg (Associação Brasileira dos Exportadores de Gado) e Abreav (Associação Brasileira de Exportadores de Animais Vivos), esse desempenho é resultado das ações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), tanto em relação ao cumprimento das normas de bem-estar animal quanto aos aspectos de sanidade.

Em relação à arroba, de acordo com pesquisas do Cepea, o Indicador do boi gordo ESALQ/BM&FBovespa registra média de R$ 152,18 nesta parcial de janeiro (até o dia 30), 1,3% acima da de dezembro/18 e 3,8% maior que a de janeiro/18.

Da redação, com Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: