Tarifa de importação de sardinha é eliminada por um ano

sardinha sardinha 9 2 19
Redução da captura no país leva governo a facilitar importação de sardinha – Pixabay

O governo reduziu de 10% para 0% a alíquota da cota tarifária para importação de 120 mil toneladas de sardinhas e sardinelas. A quota poderá ser utilizada por 12 meses, informa o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A Portaria nº 154, que trata da medida, foi publicada no no Diário Oficial da União dessa sexta-feira (8) pela Secretaria de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais.

Em nota, o Mapa informa que há atualmente um cenário de declínio da captura nacional do peixe e de expansão da capacidade produtiva da indústria nacional de pescados em conserva. Em 2017, foram capturadas no território nacional apenas 20 mil toneladas, enquanto em 2015 o volume foi de 110 mil toneladas.

A queda do volume de captura da sardinha e a consequente importação, acrescenta o Mapa, explicam-se por sucessiva escassez de matéria-prima nacional, fruto, possivelmente, de condições oceanográficas adversas e consequente dispersão dos cardumes além da zona de pesca permitida pela legislação brasileira.

Esse é um produto essencial para a economia nacional, de acordo com a Secretaria de Comércio de Relações Internacionais. O estabelecimento da quota visa a reduzir principalmente o impacto no poder de compra daqueles que consomem produtos em conserva e possíveis pressões inflacionárias sobre a população menos favorecida.

As importações de sardinha somaram 90,3 mil toneladas no ano passado. O volume é ligeiramente inferior (3,03%) ao comercializado em 2017, mas 23,7% maior do o total importado em 2016. As principais origens das importações foram Marrocos (77,5%) e Omã (22,1%), totalizando 99,6% do total.

Da redação, com o Mapa

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: