AgroBrasília: Produtores intensificarão movimento pelas reformas

agrobrasilia_movimento_verde_amarelo_16_5
“Movimento Brasil Verde e Amarelo, o agro em favor das reformas” é lançado na feira AgroBrasilia/Divulgação

Os produtores rurais permanecerão mobilizados no DF e nos estados até que as reformas da Previdência e tributária e o pacote anticrime sejam aprovados pelo Congresso Nacional. Eles entendem que o governo já fez a sua parte ao enviar as propostas ao Legislativo e que agora cabe ao Legislativo cumprir o seu papel para fazer o Brasil retomar o crescimento econômico e ter condições efetivas de combater o crime, desde o tráfico de drogas e de armas aos grandes esquemas de corrupção.

A decisão pela mobilização permanente foi tomada por lideranças de associações, cooperativas, federações e sindicatos rurais de todo país durante o lançamento do “Movimento Brasil Verde e Amarelo, o agro em favor das reformas”, nessa quinta-feira (16), na AgroBrasília, promovida pela Coopa-DF. Coordenado pela Andaterra, o movimento reúne cerca de 80 entidades do setor e tem o apoio de deputados, senadores e da União dos Movimentos de Brasília.

“Permaneceremos em constante vigília e mobilização até que a última das três medidas seja aprovada pelo Parlamento. Entendemos que a Nação precisa do nosso apoio, e o agro tem pressa de crescer. Portanto, reclamamos de nossa classe política o apoio e o voto nas reformas por um país com ordem e progresso”, diz o manifesto do movimento.

“Se não ajudarmos, o agro também vai à bancarrota Estamos à beira do colapso financeiro”, enfatizou o diretor Jurídico da Andaterra, Jeferson Rocha. “Enquanto a reforma da Previdência não é aprovada, o Brasil tem uma perda real do PIB de 2,8 bilhões por semana. Por isso, colocar o país nos trilhos deve ser um compromisso de todos”, disse, assinalando que o movimento tem caráter patriótico e de autossobrevivência.

O presidente da Coopa-DF, José Guilherme Brenner, também reforçou a necessidade de aprovação urgente das reformas. “O Brasil está envelhecendo antes de ficar rico, e isso não é bom. Daí, a necessidade da reforma da Previdência.” Ele ressaltou ainda importância de mudar o sistema tributário, buscando a simplificação das normas e a redução de impostos. “Hoje, vivemos num manicômio tributário”, criticou.

Já o presidente da AgroBrasília, Ronaldo Triacca, destacou que a feira internacional dos cerrados foi, mais uma vez, o palco de grandes discussões de temas do agro. “A feira abriu as portas para os produtores que vieram de diversos estados, o que demonstra o apoio do agronegócio às reformas. Estamos mostrando ao Congresso Nacional e ao governo federal nossa posição, porque acreditamos que as reformas vão beneficiar a todos”.

Lideranças rurais de vários estados, o deputado Giovani Cherini (PR-RS), a senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) e o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, também se manifestaram em apoio às reformas.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: