Sistemas de sensoriamento remoto monitorarão agropecuária brasileira

tereza cristina ricardo salles grande
Tereza Cristina: Sistema será ferramenta importante para o agro – Marcelo Martimon/Mapa

Um protocolo assinado entre os ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, do Meio Ambiente e da Defesa viabilizará a implementação de sistemas espaciais de sensoriamento remoto voltados ao setor agropecuário, à proteção ao meio ambiente e à defesa.

O documento foi assinado pela ministra Tereza Cristina (Agricultura) e pelos ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Fernando Azevedo e Silva (Defesa), nessa quinta-feira (30), durante a comemoração do 30° aniversário da Embrapa Territorial, em Campinas (SP).

Segundo Tereza Cristina, o sistema será uma ferramenta importantíssima de inteligência estratégica para o agronegócio brasileiro. “Vai ser muito importante para trazer dados de mais qualidade e também atualizados todos os dias.”

O ministro Fernando Azevedo e Silva, destacou a importância do protocolo assinado e das ações da Embrapa Territorial. “Será possível controlar uso do solo, barragens, mineração, produção agropecuária. Estamos no limiar de um novo período da Defesa com agricultura e meio ambiente.”

“Com tecnologia e objetividade, estamos fazendo o que determinou o presidente da República: trabalhando em união com a agricultura”, acrescentou o ministro Ricardo Salles.

Sala de situação

Durante o evento, foi inaugurada a sala de situação na Embrapa Territorial em Campinas. A criação desse espaço tem como objetivo a apresentação dos dados de toda agropecuária brasileira. Conforme a ministra Tereza Cristina, em dois meses será inaugurada uma sala de situação no Ministério da Agricultura.

A ministra também participou de uma exposição sobre o projeto com uso de satélites Carponis, que permite controle desde segurança urbana até a produção agropecuária.

Já o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, destacou a criação do departamento de promoção do agronegócio no Itamaraty e disse que a agropecuária pode ajudar a defender os interesses do Brasil no exterior. “O Itamaraty está pronto para ser parte integrante e entusiasmada do agronegócio”.

O presidente da Embrapa, Sebastião Camargo, lembrou que a empresa foi criada em 1973 e que naquela época o Brasil importava alimentos. E hoje exporta alimentos de qualidade para 160 países. “A Embrapa é hoje estratégica para a pujança da agricultura brasileira e a segurança alimentar global.”

O chefe da Embrapa Territorial, Evaristo de Miranda, disse que ninguém preserva mais o meio ambiente do que o produtor rural.

Da redação, com informações do Mapa

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta