Crônica: Crise no setor leiteiro deixa vaca preocupada

vaca 517 517 517.jpg

Felipe Augusto Philippsen, médico veterinário*

– Olá Tudo bem com vocês?

– Então, pessoal, estou aqui para desabafar um pouco e tentar, assim, melhorar um pouquinho do que eu espero pro meu futuro. Conto com a contribuição de todos que vão ler esse “desabafo”.

– Bem, meu nome é 517. Apesar desta cara de moça brava, sou um anjo. Resido em um ambiente MUITO legal, tenho uma cama confortável, água limpa à disposição e, na hora que quiser, uma comida MUUUUUITO boa, e, o melhor, SEMPRE à disposição.

– Ah, esqueci de mencionar: na minha cama, onde vivo junto com outras amigas, tenho ventilador também. E, onde fazemos nossas refeições, temos ventiladores e, acreditem se quiserem, no verão (sofremos muito com o calor) temos VENTO e ÁGUA enquanto comemos, para nos sentirmos melhor.

– Hoje nós liberamos o nosso leite duas vezes ao dia, uma beeeem cedinho da manhã e outra no fim da tarde. Lá, também temos algumas regalias!! Tem um ventilador que faz um vento muito bom, além de termos um equipamento de ordenha que está sempre em dia. Assim, não machuca os nossos tetos e, ainda por cima, o nosso tutor contratou duas pessoas que são muito queridas, não nos batem, não gritam conosco, estão sempre com luvas nas mãos e são bem carinhosas para mexer nos nossos tetos, até nos colocam apelidos!

– Temos um médico só pra nós! Seguidamente, ele está aqui conosco, sempre nos avaliando com um aparelho que eles chamam de Ultrassom! Além do fato de que ele também deixa nossa comida no jeito!!!! Assim, estamos sempre com um corpão perfeito!

– Só que estamos com um problema!!! Nosso tutor está com dificuldade financeira… É, escutei ele falando no telefone esses dias que se continuasse assim talvez até tenha que parar de trabalhar conosco, pois, além de não sobrar nada…, às vezes ainda fica no vermelho…

– E aí eu pensei. Bom, se ficar mesmo pior do que está, será que ele vai conseguir plantar milho, colher certinho, aproveitando tudo que tem nesse milho?

– Será que ele vai conseguir comprar mais os alimentos que compõem a nossa dieta?

– Será que ele vai conseguir pagar a conta de luz para manter a ordenha, nossos ventiladores e nossa água nos dias quentes?

– Será que ele vai conseguir trocar os equipamentos de ordenha no tempo certo para que isso não nos machuque?

– Será que????

– Poxa… estou triste. Já faz tento tempo que vejo o meu tutor assim, aflito, preocupado, mas ele diz que ama o que faz, e que ama todas as minhas companheiras que aqui estão junto comigo…

– Entra ano e sai ano, entra um presidente e sai outro… e NINGUÉM olha pra nós… Será que vamos ter que realmente parar de produzir um ALIMENTO para virar outro na mesa das pessoas?

– Estou com medo do rumo que isso possa tomar.

*Presta serviço na propriedade do produtor Joel Dalcin, no município gaúcho de Doutor Maurício Cardoso

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

6 comentários em “Crônica: Crise no setor leiteiro deixa vaca preocupada

  • 16 de julho de 2019 em 06:54
    Permalink

    Bom dia Felipe e a todos produtores, esta crônica é a realidade que se vem arrastando a muito tempo, se não melhorar, as vacas vão pro brejo, ou melhor para a mesa.

    Resposta
  • 16 de julho de 2019 em 07:27
    Permalink

    Parabéns ao colega Dr Felipe, um texto simples mas que expressa a realidade de todo o produtor de leite do Brasil.

    Resposta
    • 16 de julho de 2019 em 19:47
      Permalink

      Parabéns pela crônica, é exatamente a realidade.
      Quando não houver mais leite barato do sofrido
      produtor brasileiro.
      Aí verão o quanto custa pisar na própria gente
      dessa pátria amada. Que há muito não ama
      seus produtores de leite.

      Resposta
  • 16 de julho de 2019 em 09:35
    Permalink

    É uma atividade muito complexa, e o pior, entregamos nosso produto sem saber quanto iremos receber, isso é um absurdo,
    as propaganda do agronegócio apresenta tudo que o Brasil produz, menos leite, será porque?

    Resposta
  • 16 de julho de 2019 em 13:48
    Permalink

    Concordo com o q a vaca falou! Quando meu DEUS q os proprietários de vacas leiteiras vai ter lucro, quando vai sobrar alguma coisa? Eu sou do Norte do ES, adquirir 10 equitare terra com o sonho de trabalhar no ramo leiteiro, e já tem 3 anos q venho comprando com recursos próprios pra montar uma estrutura simples, mas com piquetes irrigado e com os devidos cuidados, uma parte do terreno destinado ao plantio de milho! Mas o q vejo de norte ao sul Leste Oeste são proprietários reclamarem. O q eu faço??

    Resposta
  • 16 de julho de 2019 em 19:17
    Permalink

    Está é a situação de quem produz deste país.

    Resposta

Deixe uma resposta