Ampliado prazo de pagamento de dívidas rurais; medida era esperada por arrozeiros

montagem tereza cristina e luis carlos heinze camara 15 10 19
Ministra Tereza Cristina e senador Luis Carlos Heinze destacam que medida beneficiará principalmente o setor de arroz  – Fotos: Câmara dos Deputados

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu nesta terça-feira 15 autorizar a composição de dívidas de produtores rurais e cooperativas de produção que tiveram problemas climáticos ou de comercialização. Segundo a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), a medida beneficiará especialmente os produtores de arroz do país.

“Foi uma luta, mas se conseguiu. Amanhã, vamos colocar os parâmetros da linha de financiamento para essas pessoas continuarem produzindo. Enfim, mostrar este Brasil que dá ânimo à gente”, disse a ministra, em evento em Chapecó (SC).

O senador Luis Carlos Heinze também pediu agilidade na operação, em virtude do tempo de plantio de arroz, que está se esgotando. “O setor contribui de forma significativa para o crescimento de nossa economia. Ajudar nossos agricultores é contribuir com o Brasil”, destacou Heinze.

A medida vale para operações de crédito rural de custeio e de investimento contratadas até 28 de dezembro de 2017, inclusive aquelas prorrogadas por autorização do CMN.

O objetivo é possibilitar o alongamento dos prazos de reembolso dos financiamentos de produtores rurais e suas cooperativas de produção, cujo pagamento no cronograma contratual foi dificultado por problemas climáticos ou de comercialização.

Segundo o Ministério da Economia, entre as condições da composição de dívidas estão o limite de crédito por beneficiário de R$ 3 milhões com taxa efetiva de juros de 8% ao ano. O prazo de reembolso é de até 12 anos, incluídos 36 meses de carência. O volume de recursos da medida é de até R$ 1 bilhão.

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: