Rio Grande do Sul deve reabrir prazo de vacinação contra febre aftosa

covatti filho ronaldo santini 5 11 19
Covatti Filho (E) com o deputado Ronaldo Santini – Foto: Facebook/Reprodução

O Rio Grande do Sul deve reabrir o prazo de vacinação contra a febre aftosa, cuja campanha nacional se encerrou no último dia 30. A falta de vacina no mercado gaúcho e a greve dos fiscais agropecuários estaduais, decretada em 26 de novembro, levaram o secretário de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, a avaliar a possibilidade de autorizar a retomada da imunização de bovinos e bubalinos.

Clique aqui para acessar o vídeo

O deputado federal Ronaldo Santini (PTB-RS) tratou do assunto com Covatti Filho nesta semana. Conforme o parlamentar, pecuaristas do setor leiteiro ligados ao Movimento Construindo Leite Brasil, além de criadores de bovinos de corte, reivindicam a reabertura do prazo porque muitos estão sendo multados por não ter conseguido imunizar seus rebanhos durante a campanha.

De acordo com Santini, a maioria dos pecuaristas não comprou a vacina por não ter encontrado nos estabelecimentos de venda de produtos agropecuário ou por não conseguir a autorização para adquiri-la nos postos da inspetoria veterinária do estado, nos últimos dias da campanha, em razão da greve.

“Estamos estudando uma forma de anular as multas e permitir que os produtores possam vacinar o gado. Até porque isso é importante para que o estado se torne livre de aftosa sem vacinação, pleito que já fizemos ao Ministério da Agricultura”, disse, em vídeo, o secretário. A medida pode ser anunciada ainda nesta semana.

rafel hermann produtor de leite
Produtor Rafael Hermann, do Movimento Construindo Leite Brasil – Reprodução

Covatti Filho considera legítima a anulação da multa de R$ 81,22 por cabeça de gado. Um dos produtores multados foi Alberto Rafael Hermann, do Movimento Construindo Leite Brasil. Com propriedade no município de Boa Vista do Cadeado, ele recebeu uma multa no valor total de 1.543,31, referente a 19 animais jovens.

Apresentação de notas

Por causa da paralisação, produtores que fizeram a vacinação também estão tendo dificuldade de apresentar as notas de compra para inclusão no sistema da Secretaria de Agricultura. O procedimento é necessário para que eles comprovem a imunização e, assim, evitam as multas.

“Estou recebendo fotos por WhatsApp de inspetorias veterinárias fechadas por causa de greve. Isso impossibilita o produtor de apresentar as notas de compra da vacina”, informou Rafael ao AGROemDIA.  O fechamento dos postos ainda impediu que muitos produtores obtivessem a autorização para comprar o produto.

Rafael esclarece que nem todas as inspetorias veterinárias estão fechadas. “Alguns pontos, como Cruz Alta e Boa Vista do Cadeado, estão atendendo os produtores rurais, mesmo com a greve. Agora, outros, como o de Ibirubá, se encontram fechados.”

A situação, enfatiza Rafael, provoca transtornos para pecuaristas de leite e de corte e agricultores que têm gado nas propriedades para outras atividades. “Afinal, não temos culpa de não ter vacinado os animais e não podemos arcar com esse ônus.”

inspetoria veterinária ibiruba divugacao
Inspetoria veterinária de Ibirubá (RS) está sem atendimento – Foto/Divulgação

Serviço:

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural mantém uma central de atendimento para oferecer todos os seus serviços ao produtor, seja de forma presencial, por telefone ou e-mail.

* Presencial: Sala 28 da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural – Avenida Getúlio Vargas, 1.384, bairro Menino Deus, Porto Alegre/RS

*Telefones: (51) 3288-6235 e 3288-6314

*Emails: ddagr@seapdr.rs.gov.br  e ddagr@agricultura.rs.gov.br

 

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: