Seca no RS: Milho tem quebra de 33% e soja, de 13%; produção de leite também cai

milho seca rs
Foto: WhatsApp

A seca no Rio Grande do Sul provocou, até o momento, perdas de 13% nas lavouras de soja e de 33% nas de milho, segundo a Rede Técnica Cooperativa (RTC), a partir de levantamento preliminar feito com os departamentos técnicos das cooperativas agropecuárias gaúchas. A produção de leite do estado também deve cair por causa de estiagem prolongada.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira 7 pela Federação das Cooperativas Agropecuárias do Rio Grande do Sul (FecoAgro/RS) e foram apurados nessa terça-feira 7 pela RTC.

A redução na cultura de milho pode alcançar cerca de 1,879 milhões de toneladas, enquanto na de soja este volume é estimado em aproximadamente 2,490 milhões de t.

Caso isso se confirme, a queda na safra da oleaginosa, no momento, é de 19,154 milhões de t para 16,664 milhões de t.

A produção de milho, por sua vez, pode cair de 5,696 milhões de t para 3,816 mi de t.

Os números consideram a primeira previsão de safra do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A FecoAgro/RS destaca, especialmente neste primeiro levantamento, a presença de um desvio padrão considerável dadas as diferenças de precipitações, épocas de semeadura e ciclos das cultivares nas várias regiões, que geram impactos diferenciados nas áreas atingidas.

Em grupos de WhatsApp, produtores rurais gaúchos estimam que situação pode ser ainda pior e cobram medidas de apoio do governo. Nessa quarta-feira, em entrevista à Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, a ministra Tereza Cristina (Agricultura) orientou os agricultores a acionar o seguro rural e o Proagro para atenuar as perdas. A maior preocupação, entretanto, é com aqueles que não têm nenhum tipo de cobertura de seguro.

Até o momento, segundo a Defesa Civil do RS, 16 municípios já decretaram situação de emergência e esperam que o governo do estado reconheça essa situação.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: