Peste suína africana ameaça Alemanha, após chegar à Polônia, diz OIE

javalis embrapa
Polônia registra casos de PSA em javalis – Foto: Embrapa

Da Reuters

A Polônia registrou no mês passado 55 surtos de peste suína africana em javalis selvagens nas proximidades da fronteira com a Alemanha, informou nesta quinta-feira 9 a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), em sinalização de que o vírus está se espalhando perto de uma das maiores exportadoras de carne suína da União Europeia.

Um relatório publicado no site da OIE mostrou que a doença mortal —que já devastou criações na China, maior produtora mundial de carne de porco— foi detectada em uma vila a menos de 30 quilômetros da Alemanha.

A peste suína africana é inofensiva para humanos, mas fatal para javalis e porcos. A doença, que teve origem justamente na África e se espalhou por Europa e Ásia, já matou centenas de milhões de porcos, redesenhando os mercados globais de carnes.

O governo alemão havia anunciado no início de dezembro, após a detecção de um caso na Polônia, que intensificou medidas para evitar um surto de peste suína no país.

A maior parte dos surtos reportados pelo Ministério da Agricultura polonês à OIE foi descoberta entre 4 de dezembro e 23 de dezembro em vilas fronteiriças nos estados de Lubuskie e Wielkopolskie, a distâncias de 75 km a 100 km da Alemanha.

Há temores na Alemanha de que as exportações de carne suína do país para a China e outras nações asiáticas sejam ameaçadas, uma vez que proibições são regularmente impostas às carnes de regiões onde a peste suína africana foi detectada.

Autoridades de estados alemães que fazem fronteira com a Polônia chegaram a construir cercas, em tentativas de impedir que javalis avancem para o país e espalhem o vírus.

O estado da saxônia afirmou nesta semana que está construindo uma cerca elétrica de 4,5 km em torno de uma área de risco, próxima à fronteira com a Polônia.

 

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: