China aumentará importações de carne suína; medida deve beneficiar o Brasil

suinos 11 10 19 MC nelson mores embrapa
Foto: Nelson Mores/Embrapa

O Ministério do Comércio da China disse nesta quinta-feira 9 que o país aumentará as importações de carne suína e liberará mais carne suína das reservas estatais para garantir oferta e preços estáveis antes do feriado do Ano Novo Lunar, informa a Agência Reuters.

O porta-voz do Ministério do Comércio da China, Geng Shuang, fez as declarações durante uma coletiva de imprensa semanal. A China incrementou as compras de carne suína a partir de 2018, por causa de um surto de peste suína africana (PSA), que dizimou parte expressiva de seus plantéis.

A medida deve beneficiar o Brasil. Em 2019, segundo o Cepea, a China expandiu as compras e adquiriu 248,8 mil toneladas de carne suína brasileira, 92,5 mil a mais que em 2018, ultrapassando Hong Kong, que, até então, era o principal parceiro comercial do Brasil. Trata-se do maior volume comprado pelo país asiático num ano.

No ano passado, de acordo com o Cepea, as exportações brasileiras de carne suína para todos os destinos somaram 739,7 mil toneladas e a receita, US$ 1,5 bilhão, ambos recordes da série histórica da Secex (Secretaria de Comércio Exterior), iniciada em 1997.

O volume de carne suína embarcado no ano passado superou em expressivos 16% o de 2018 e em 8% o de 2017, ainda segundo a Secex. No caso do faturamento em dólar, o incremento foi de 33% sobre o registrado em 2018, mas ficou 2% inferior ao de 2017. Em moeda nacional, no entanto, foram registradas altas expressivas, de 43,4% e de 33%, respectivamente.

Além do volume elevado, o recorde na receita esteve atrelado ao preço médio pago pela tonelada em dólar e ao alto patamar do câmbio. De janeiro a dezembro/19, as exportações de produtos de origem suinícola tiveram preço médio de US$ 2.143,67/tonelada, 15% acima da média de 2018. Já o dólar teve média de R$ 3,94 em 2019, alta de 8% frente ao ano anterior.

Da redação, com Reuters e Cepea

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: