Sempre aos domingos – Triste Berrante – Pena Branca e Xavantinho

Da redação//AGROemDIA

Nestes dias de restrições de deslocamentos, ouvir Pena Branca e Xavantinho equivale a uma caminhada sem pressa nem hora para terminar pelo campo. Pra vocês, nas vozes dessa autêntica dupla da música caipira, Triste Berrante.

Triste Berrante

Pena Branca e Xavantinho

Já vai bem longe este tempo, bem sei

Tão longe que até penso que eu sonhei

Que lindo quando a gente ouvia distante

O som daquele triste berrante

E um boiadeiro a gritar, êia!

E eu ficava ali na beira da estrada

Vendo caminhar a boiada até o último boi passar

Ali passava boi, passava boiada

Tinha uma palmeira na beira da estrada

Onde foi cravado muito coração

Mas sempre foi assim e sempre será

O novo vem e o velho tem que parar

O progresso cobriu a poeira da estrada

E esse tudo que é o meu nada

Eu hoje tenho que acatar e chorar

E mesmo tendo gente e carro passando

Meus olhos estão enxergando uma boiada passar

Ali passava boi, passava boiada

Tinha uma palmeira na beira da estrada

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta