Covid-19: Maçonaria não abandona os seus ao relento. Mandetta é um deles

mandetta maçons
Ministro Mandetta (3º da esq. para dir) entre irmãos maçons de Campo Grande – Foto: WhatsApp

Da redação//AGROemDIA

Ao expor a briga com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, por causa de sua posição em defesa do isolamento social no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o presidente Jair Bolsolaro pode estar abrindo nova frente de desgaste: a Maçonaria, um dos mais fortes pilares da sociedade civil na República brasileira. Mandetta é maçom ativo da Grande Oriente de Campo Grande (MS) e também já foi da Amem (Associação de Médicos Maçons). É irmão, portanto, do vice-presidente Hamilton Mourão, também maçom atuante.

Já há entre alguns maçons um certo desconforto com as atitudes pouco elegantes de Bolsonaro em relação a Mandetta, que tem se pautado pelas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da comunidade científica para delinear as diretrizes de saúde pública na prevenção ao novo coronavírus, na qual o isolamento social é considerado uma das medidas mais eficazes.

Graças à firmeza com que age baseado na ciência, sem permitir que interesses econômicos se sobreponham à preservação da vida, Mandetta ganhou respeito e simpatia entre a população brasileira, inclusive entre os seguidores menos extremistas do presidente, que é contra o isolamento social.

Em suas entrevistas à imprensa, o ministro Mandetta, vez por outra, deixa escapar algumas expressões que só são usadas em sessões de lojas maçons, o que reforça sua ligação com a irmandade.

Atordoado pelo volume cada vez mais alto e frequente dos panelaços que contestam seu governo país afora e enciumado com o crescimento do prestígio popular de Madetta, Bolsonaro trouxe a público as brigas com o ministro, tentando levá-lo a um pedido de demissão, avaliam analistas políticos.

O médico e deputado Mandetta diz que não pedirá exoneração. Bolsonaro, por sua vez, garante que não vai demiti-lo, certamente prevendo uma reação ainda mais negativa da população caso tome tal decisão, mas as críticas ao ministro não cessam.

Esse cenário belicoso desagrada à Maçonaria, um dos segmentos que mais apoiarem a eleição de Bolsonaro, além de setores do Legislativo, Judiciário, do Legislativo, das Forças Armadas, do empresariado, do meio jurídico e alto funcionalismo público.

Com uma atuação marcada pela discrição ao longa da história do Brasil, a Maçonaria reprova em silêncio o comportamento de Bolsonaro. Reservadamente, alguns maçons dizem não enxergar com bons olhos a execração pública à qual Bolsonaro está submetendo o irmão Mandetta. Muitos acham que isso pode acentuar a perda de apoio do presidente entre a irmandade, num momento em que as janelas e sacadas gritam a plenos pulmões e batem panelas cada vez com mais força contra o presidente.

A Maçonaria não abandona os seus ao relento. Mandetta é um deles. Certamente, o presidente Bolsonaro sabe disso.

Que assim seja.

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

13 comentários em “Covid-19: Maçonaria não abandona os seus ao relento. Mandetta é um deles

  • Pingback:Demissão de Mandetta pode desagradar maçons, afirma site - Estudos Nacionais

  • Pingback:Demissão de Mandetta pode desagradar maçons, afirma site – Farol.News

  • 28 de abril de 2020 em 10:35
    Permalink

    A CONSTRUÇÃO DOS SENHORES FOI EM SOLO DE AREIAL, PORQUE NÃO ACEITAM O BREXIT E O SEU AVISO CRASSO: FIM DA REVOLUÇÃO FRANCESA E UMA NOVA REVOLUÇÃO INGLESA..E A POSTURA DE APOIO AO DEPUTADO DO DEM MANDETTA, DOS SENHORES, NOME DISSO NO BRASIL – COM O PARTIDO DEMOCRATA CORRUPTO QUE É – SE CHAMA MÃO OCULTA CONSPIRADORA, E PARA CONSPIRADORES CONTRA 57 MILHÕES DE VOTOS SÓ MESMO A FORCA OU A GUILHOTINA NÃO CONCORDAM?.A VERDADE ELA É PARA TODOS MAS A MENTIRA OS SENHORES MOSTRAM QUE ELA TEM SEUS DONOS NAS SOMBRAS EM PLENA ERA DIGITAL, ONDE NADA MAIS FICARÁ EM OCULTO.A VERDADE SE TORNOU SIMPLES ENTÃO, E A MENTIRA VIROU ACADÊMICA.O DIRETOR DA OMS É DO PARTIDO MARXISTA DA ERITRÉIA OU ETIÓPIA, E NEM MÉDICO ELE É DE FATO.CADÊ A CIÊNCIA ISSO É POLITICA.VEREMOS ATÉ ONDE VÃO AS VOSSAS IGUALDADES E LIBERDADES EM VOSSAS FRATERNIDADES ILUMINADAS PELA POLÍTICA DA ESTRELA DA MANHÃ, EM SUA MEIA-VERDADE DA VIÚVA-EVA.É O FOGO SOLAR QUE FUNDE O MAR E NÃO O FOGO MARCIANO DE SAMAEL PEDREIROS…FRATERNAL TRIDENTE AOS SENHORES, NA ERA DE URANO.

    Resposta
  • 1 de maio de 2020 em 13:36
    Permalink

    o problema da maçonaria é esse, colocam seus irmaozinhos acima de tudo, sendo que entre eles mesmos existem divergências. vale q pena tudo isso? quem mais esta se beneficiando no fim das contas?

    Resposta
  • 14 de maio de 2020 em 06:43
    Permalink

    Senti um tom de ameaça neste fala…fala infeliz, como infeliz é a atitude desses “irmãos” que juram defesa aos seus parceiros. Com essa desculpa vão tentando dominar a sociedade, discretos e arrogantes. Prova disso, fiz uma cirurgia fui vítima de erro médico e hj tentando resolver o grave dano, nao consigo pq os q tem chance de ajuda a esclarecer não o fazem, pq não querem e “n podem” prejudicar o irmão maçon. Daí eles cometemos erros pq sabem q estarão impunes tbm sebo caso for p justiça, pq tbm lá terão os amigos de sociedade secreta, q irão “cuidar do caso com carinho” e “não dxando os seus ao relento”. Quem defende gente errada não é digno de falar q luta pelo bem de um país ou de um povo,seja em q nível for. Vcs estão mais prejudicando do que ajudando. Bom é q estamos alertas à isso a cada dia q passa

    Resposta
    • 26 de maio de 2020 em 00:25
      Permalink

      Por isso querem derrubar um pra pôr o Mourão.

      Resposta
  • 26 de maio de 2020 em 00:23
    Permalink

    Sempre eles, a mão negra agindo nas trevas das tumbas-lojas sem janelas.

    Resposta
  • 14 de julho de 2020 em 13:05
    Permalink

    MAIOR DILEMA PARA OPOVO E, QUE A MAÇONARIA PRESA SEUS FRATERNOS SE DOI, E O POVO PORRA QUE SE LIXEM, SEMPRE FOI ASSIM E UMA COMSPIRAÇAO DO MAL MESMO, QUEREM TORTURAR AO MANDO DE SUAS NORMAS, SEM A MAÇONARIA O BRAISL TERIA CRECIDO 30 ANOS ANOS LUS, ELES EMPERRA ATRAVEZ DE PROPINA DO OYAPOQUE AO CHUI, NAO SE VE MAÇON PRESO PODE ESTRUPAR, MATAR, ATROPELAR, ROUBAR, HERARIO, CONSPIRAR, CONTRA ANAÇAO DENTRO DAS FORÇAS ARMADAS, TUDO FICA ENTRE AS ((CUMADI))), E UMA FACÇOA CRIMINOPIOR QUEO (PCC)UM ESTRPADOR UM QUEROUBA AINSTITUIÇAOE MORTOSEM TREGUA, MAÇONARIA NAO ELA IRONIZARI FAZ DEBOCHE, AO POVO E A NAÇOA BRASILEIRO USANDO A LEI PREVALECERA QUE LEI, SE TODOS QUE VAO ESTAR ENVOLVIDO SAO VELHAS COBRAS E BODES CONSPIRATORIO,POR ISSO DIGO CRISTAO E MAÇONARIA E ILUZAO E MENTIRA, AGUA E OLEO NAO SEMISTURA UM DIA ASEPARAÇAO PARA ELES SERA DOLOROSA. CRISTO PARA ELE UM QUALQUER PODE SER PARA ELE MAS RESSUCITOU AO TERCEIRO DIA EPREVALECE VIVO E BEM VIVO, DURAN CRISTAO PATRIOTA PURO SANGUE.

    Resposta
  • 21 de julho de 2020 em 18:43
    Permalink

    Ora,ora um católico disfarçado de marçon.😒

    Resposta
  • 21 de julho de 2020 em 18:49
    Permalink

    Ora,ora um católico disfarçado de marçon.🐂

    Resposta
  • 29 de julho de 2020 em 04:07
    Permalink

    Eu creio que a LEALDADE e FIDELIDADE são valores importantes mas diametralmente distantes.
    Se a Maçonaria defende um irmão que peca em desfavor da maioria, não merece o suporte do fraterno. Merece sim o exílio solitário do esquecimento.

    Resposta
  • 1 de setembro de 2020 em 14:09
    Permalink

    Já temos Simón Bolívar aos milhares; necessitamos de mais George Washington e D. Pedro I.

    Resposta
  • 22 de setembro de 2020 em 10:59
    Permalink

    A maçonaria não se envolve em discussões de cunho político-partidárias ou religioso-sectárias. O apoio a seus membros restringe-se aos atos praticados segundo os valores que defende de liberdade, igualdade e fraternidade, desde que norteados pelos princípios da honestidade, transparência, tolerância, patriotismo e bem-comum de toda a sociedade. A maçonaria não apóia atos ou indivíduos que infrinjam seus valores e princípios em busca de autopromoção e vantagem pessoal em prejuízo da sociedade. Estes desvios são punidos com a expulsão da Ordem e a proibição de qualquer relacionamento entre o excomungado e seus membros, o que representa a exclusão do mesmo de todos os círculos de relacionamento da Ordem.
    Por fim, a maçonaria é uma instituição apartidária que apenas tem por objetivo o desenvolvimento pessoal do indivíduo por meio do autoconhecimento e controle de seus impulsos e, com isso, proporcionar uma melhoria para toda a sociedade.
    Logo, todas as especulações sobre apoios e ações que não coadunem com tais valores e princípios, ainda que de indivíduos que se identifiquem como maçons, não são verdadeiras. Os pendores políticos de seus membros são definições pessoais que não representam os propósitos da Ordem ou devem ser assim considerados.

    Resposta

Deixe uma resposta