Trigo com boas perspectivas para 2020

Marcelo André Klein é analista da Embrapa Trigo/ Foto: Joseani Antunes/Embrapa

Marcelo André Klein*

O trigo é o principal cultivo de inverno no sul do Brasil. Juntos, RS, SC e PR têm representado 88% da área e da produção total de trigo do Brasil. Produzimos, aproximadamente, 40% da nossa demanda nacional, que varia entre 10 e 12,5 milhões de toneladas, e importamos, anualmente,  entre 6,5 e 7,0 milhões de toneladas. A importação gerou, somente no ano de 2019, um desembolso de U$$ 1,5 bilhão. Nosso principal parceiro comercial é a Argentina, país do qual importamos, em média, 75% do trigo que precisamos para abastecer o mercado interno.

Nos últimos quatro anos, a área cultivada se manteve praticamente estável, nos estados do sul do Brasil, com  médias de 723.000 hectares para o RS, 56.000 hectares para SC e 1.042.000 hectares no PR. As produtividades têm sido bastante variáveis de ano para ano. O ano de 2016 foi excepcional para a triticultura. Foi a nossa melhor safra nos últimos cinco anos. O estado com maior área plantada, o PR, vem com três anos sucessivos de frustração de safras, destacando-se perdas por geadas no sudoeste e seca no norte e noroeste do Estado.

Para 2020, o cenário mostra-se favorável ao cultivo do trigo. No contexto interno, há oferta reduzida de produto, dada a produção menor nas últimas safras e a previsão climática de inverno com tendência de uma estação de crescimento com menor umidade, que favorece o cultivo pela menor incidência de doenças e aumento de qualidade do produto colhido. Por sua vez, no cenário internacional, a desvalorização do real, em virtude da crise da covid-19, tornou extremamente cara a aquisição de trigo argentino, cuja tonelada chegou ao mercado nacional por até R$ 1.300,00, no mês de março de 2020, com possibilidade de elevação em conformidade com o câmbio.

Essa série de fatores que compõem o cenário tritícola levou à valorização do produto nacional. Para fevereiro de 2020, a elevação de preço chegou a 4,09% no RS e 7,37% no PR. Com os preços bastante atrativos no balcão, pode-se esperar uma tendência de aumento de área cultivada com trigo para a safra 2020. Temos terra, máquinas, tecnologia disponível e, principalmente, produtores experientes e com vontade de trabalhar. Trigo é a mais importante opção econômica para o uso das terras no inverno no sul do Brasil.

Trigo na Região Sul nas últimas quatro safras
ANO Área RS* Produtividade** Área SC* Produtividade** Área PR* Produtividade** Produção Total***
2016 777 3.214 58 3.800 1.086 3.140 6.128
2017 699 1.826 54 2.630 962 2.308 3.637
2018 682 2.746 58 2.540 1.098 2.582 4.854
2019 736 3.015 51 3.015 1.024 2.080 4.488

 

*Área – mil hectares

**Produtividade média kg/ha

***Produção total – milhões de toneladas

Fonte: Conab

*Analista da Embrapa Trigo

**Artigo publicado originalmente na revista Novo Rural, edição maio/junho de 2020

AGROemDIA

O AGROemDIA é um site especializado no agrojornalismo, produzido por jornalistas com anos de experiência na cobertura do agro. Seu foco é a agropecuária, a agroindústria, a agricultura urbana, a agroecologia, a agricultura orgânica, a assistência técnica e a extensão rural, o cooperativismo, o meio ambiente, a pesquisa e a inovação tecnológica, o comércio exterior e as políticas públicas voltadas ao setor. O AGROemDIA é produzido em Brasília. E-mail: contato@agroemdia.com.br - (61) 99244.6832

Deixe uma resposta